A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Março de 2019

30/12/2018 15:00

Edição extra do Diário Oficial traz exonerações do primeiro escalão de Reinaldo

Decretos são válidos a partir de 1º de janeiro e integram mudanças anunciadas na sexta-feira pelo governador reeleito

Humberto Marques
Reinaldo anunciou mudanças na equipe na sexta-feira; Riedel (à direita) permanece na Segov. (Foto: Paulo Francis/Arquivo)Reinaldo anunciou mudanças na equipe na sexta-feira; Riedel (à direita) permanece na Segov. (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

Edição extra do Diário Oficial do Estado publicada na sexta-feira (28) trouxe a exoneração de todos os ocupantes do primeiro escalação do governo de Mato Grosso do Sul. A dispensa dos secretários passa a contar em 1º de janeiro de 2019, mesmo dia para o qual estão marcadas a posse do governador reeleito, Reinaldo Azambuja (PSDB), do vice, Murilo Zauith (DEM) e dos novos secretários, cujos nomes foram anunciados na manhã de sexta.

Os decretos incluem o controlador-geral do Estado, Carlos Eduardo Girão de Almeida, e o procurador-geral Adalberto Neves Miranda; além dos secretários Eduardo Riedel (Governo), Guaraci Luiz Fontana (Fazenda), Carlos Alberto de Assis (Administração e Desburocratização), Maria Cecília Amendola da Mota (Educação), Carlos Coimbra (Saúde), Antônio Carlos Videira (Justiça e Segurança Pública), Elisa Cleia Pinheiro Rodrigues Nobre (Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), Athayde Nery de Freitas Junior (Cultura e Cidadania e diretor-presidente da Fundação Estadual de Cultura), Jaime Elias Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar e de diretor-presidente da Empresa de Gestão de Recursos Minerais), e Helianey Paulo da Silva (Infraestrutura).

Dois decretos também confirmam a exoneração de Roberto Hashioka Soler de cargo em comissão de Secretário Especial no Gabinete do Governador e sua designação para o posto de diretor-presidente do Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

Do staff, seis nomes não retornarão aos cargos. Carlos Alberto de Assis será subsecretário especial de articulação na Secretaria de Governo, e a Secretaria de Cultura será extinta –Athayde foi convidado a continuar na Fundação de Cultura. Helianey de Paula, servidor de carreira, será substituído por Murilo Zauith na Seinfra; enquanto Carlos Coimbra (cotado para assumir o comando do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, que ganhará ares de hospital-escola e terá a estrutura de especialidades reforçada) dará lugar ao deputado federal Geraldo Resende na Saúde. Fabíola Marquetti Sanches Rahim assumirá a PGE. E o assessor especial Felipe Mattos assumirá a Sefaz com a aposentadoria de Guaraci Fontana –servidor de carreira da pasta.

Hashioka, por sua vez, deixa o posto de secretário especial e o comando do Detran para assumir a SAD. Todas as alterações, anunciadas na sexta-feira, foram antecipadas pelo Campo Grande News ao longo de dezembro e, conforme Reinaldo, atendem a critérios técnicos que vão oxigenar a gestão, ao mesmo tempo em que mantêm os princípios adotados no primeiro mandato que permitiram ao governo, por exemplo, atravessar a crise na economia nacional sem sobressaltos.

Além das exonerações, as alterações na estrutura de governo mudam órgãos de posição. A Fundação de Cultura, por exemplo, passa a responder diretamente à Secretaria de Governo, que comandará ainda subsecretarias da área de Cidadania, a Comunicação Social e o Escritório de Representação em Brasília (a ser assumido pelo hoje senador Pedro Chaves), entre outros. A Segov também terá atuação junto ao Escritório Político, que cuidará da articulação com os poderes e será vinculado ao gabinete do Governador.

Em relação aos demais cargos da administração estadual –como os de segundo escalão, caso das agências estaduais de Gestão de Empreendimentos, Habitação Popular e Administração do Sistema Penitenciário, entre outras–, Reinaldo anunciou que novas alterações serão divulgadas a partir de 2 de janeiro, dia em que ocorrerá reunião com o novo staff.

Confira abaixo os nomes do secretariado estadual a partir de 1º de janeiro

Edição extra do Diário Oficial traz exonerações do primeiro escalão de Reinaldo


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions