A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

30/10/2010 10:40

Em carreatas, PT festeja vitória e PSDB aposta em virada

Redação

PT e PSDB aproveitaram o último dia de campanha eleitoral para fazer carreata pelas principais ruas de Campo Grande. O discurso das principais lideranças tucanas foi de "virada" de José Serra nas urnas neste domingo. Já os petistas comemoram antecipadamente a vantagem de Dilma Rousseff.

O PSDB deflagrou a primeira carreata com cerca de 500 automóveis. Os tucanos e aliados se concentraram no estacionamento do Yotedy, próximo ao Parque das Nações Indígenas, e seguiram pela Mato Grosso em direção à rua 13 de Maio.

Depois, passaram pela Fernando Corrêa da Costa e se concentraram em frente ao comitê pró-Serra, na avenida Afonso Pena.

O deputado estadual Rinaldo Modesto aposta no debate da TV Globo, exibido ontem, para "virar o jogo" nas urnas. Ele disse que Serra foi "visivelmente" melhor e se mostrou mais preparado que Dilma.

Ele e a maioria dos tucanos também acreditam que as pesquisas divulgadas até o momento pelos principais institutos brasileiros não condizem com a realidade. "Podemos ter uma surpresa favorável, como no primeiro turno, quando todas as pesquisas diziam que ela venceria. Também acho que a alternância de poder é interessante para a democracia", comentou, antes de sair na carreata.

O senador eleito Waldemir Moka, do PMDB, também considerou "perigosa" a divulgação de pesquisas duvidosas, que acabam influenciando o eleitor e desmotivando a militância.

"Eu mesmo fui vítima de pesquisas erradas. Se fosse pelo Ibope, o Dagoberto Nogueira era senador, e no entanto ficou em quarto lugar", ponderou.

Moka diz ter conversado com peemedebistas de Minas Gerais, que apóiam Dilma, e que de acordo com eles, Serra deve vencer naquele Estado. "A mesma coisa deve acontecer em São Paulo", comemorou.

O deputado licenciado Carlos Marun diz que o PMDB está fazendo a sua parte e que isso deve resultar, mais uma vez, na vitória do tucano em Mato Grosso do Sul.

Apesar de falar com cautela das pesquisas, observou que um levantamento falso pode fazer "muitos estragos" em uma campanha. "Eles causam o dano, mas não se responsabilizam por ele, é uma coisa preocupante", observou.

Petistas

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions