A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

29/08/2014 14:19

Em encontro com a indústria, Nelsinho promete criar agência de desenvolvimento

Ludyney Moura e Kleber Clajus
Nelsinho ressaltou conquistas de André Puccinelli, e prometeu fazer um governo ainda melhor (Foto: Kleber Clajus)Nelsinho ressaltou conquistas de André Puccinelli, e prometeu fazer um governo ainda melhor (Foto: Kleber Clajus)

Último candidato ao governo do Estado a participar do projeto “Encontro com a Indústria – Eleições 2014” organizado pela Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), para apresentar suas propostas para o setor industrial e econômico do Estado, foi o ex-prefeito da Capital, Nelsinho Trad (PMDB). Que prometeu ampliar os números conquistados pela atual gestão.

O candidato, que é apoiado pelo atual governador André Puccinelli (PMDB), ressaltou aspectos que considera positivo do atual governo, como o avanço do PIB (Produto Interno Bruto) do Estado de R$ 3,82 bilhões para R$ 13,5 bilhões.

Nelsinho também afirmou que irá ampliar os números conquistados por Puccinelli. “Vou mudar muita coisa do que ele (André) fez. Vou lançar uma agência de desenvolvimento econômico, a Desenvolve MS, para atrair investimentos ter uma interlocução nacional e regional e com o setor”, destacou.

Segundo o candidato peemedebista, Puccinelli recebeu o governo estadual com 72,7 mil empregos no setor da indústria, e praticamento dobrou esse número. Em quase oito anos da atual gestão, pelo 250 novas empresas se instalaram em Mato Grosso do Sul, que levaram o número de empregos a ultrapassar 143,1 mil postos de trabalho, estatísticas que ele promete aumentar em seu mandato.

Trad Filho também citou aos presentes ao evento, números e ações alcançadas nos oito anos em que esteve à frente da Prefeitura da maior cidade do Estado. O peemedebista citou a criação da Central do Cidadão e a informatização dos serviços oferecidos pelo Executivo Municipal, conquistas premiadas nacionalmente. Nelsinho disse que “deixava claro a regra do jogo”, para as empresas desejosas de se instalar na Capital.

Outra meta de campanha apresentada pelo candidato, foi o desmembramento da atual Seprotur (e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo), em duas pastas que irão cuidar separadamente da Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Pesca e outra com os demais serviços, como turismo, comércio e indústria.

Nelsinho também afirmou que está negociando com a candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, investimentos maciços do Governo Federal no setor de transporte e logística em Mato Grosso do Sul. 

O peemedebista afirmou que vai lutar para que as duas ferrovias incluídas no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) que passam por Mato Grosso do Sul saim do papel e sejam usadas para escoamento da produção regional. Nelsinho também prometeu criar três ZPE's (Zonas de Processamento de Exportação), em Bataguassú, Ponta Porã e Corumbá, e trabalhar para inaugurar o Porto Seco na Capital

“Não preciso inventar; preciso inovar e fazer acontecer. Tem coisa para arrumar que vamos trabalhar em parceria”, disse o candidato, que ainda prometeu modificar a faixa de enquadramento do SIMPLES, passando do atuais R$ 1,8 milhão/ano para R$ 3,6 milhões/ano.

O candidato também prometeu conceder maiores benefícios fiscais às cidades do interior, além de submeter todas as ações governamentais a uma Câmara de Transparência Tributária.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions