A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

25/09/2012 13:11

Em liberdade, presidente da Câmara de Bonito é afastado do cargo pela Justiça

Paula Vitorino
Presidente da Câmara foi afastado do cargo. (Foto: Divulgação)Presidente da Câmara foi afastado do cargo. (Foto: Divulgação)

A Justiça determinou o afastamento imediato do vereador Reinaldo dos Reis Nunes da Rocha (PT), conhecido como Nandinho dos Correios, que ocupava o cargo de presidente da Câmara de Vereadores de Bonito.

Ele foi preso em flagrante no dia pelo crime concussão, que é a extorsão praticada por funcionário público. No dia 21 ele teve pedido de habeas corpus negado, mas no sábado à noite foi solto por decisão do desembargador de plantão.

No entanto, no mesmo dia, o Ministério Público pediu o afastamento de Reginaldo do cargo de vereador até que se terminem as investigações criminais ou o processo criminal. Em caso de descumprimento, cabe prisão em flagrante ou preventiva.

A medida foi baseada em novas provas contra o vereador, que foram anexadas ao processo na sexta-feira (21). O advogado de Nandinho aparece em nova gravação exigindo dinheiro da ex-vereadora Terezinha Della Pacce Braga.

O advogado confirmou a pratica, dizendo ser ordem do ex-presidente da Câmara. O dinheiro seria usado na campanha de reeleição de Nandinho.

Com isso, a Justiça considerou que “ante a existência de novas provas, evidenciando a necessidade de acautelar o meio social, bem como as vítimas, sendo que Reinaldo, ao que parece, tenta de modo contínuo obter dinheiro para sua campanha, usando de sua influência junto à Câmara... determinar a suspensão cautelar do exercício de vereador”.

A decisão de não pedir novamente a prisão também considerou a legislação eleitoral, que passou a vigorar já no dia 22, proibindo a prisão de qualquer candidato, salvo em flagrante delito.

Nandinho foi preso em flagrante no dia 14 por exigir de vereadores um valor, estipulado por ele, sobre as verbas indenizatórias as quais eles tinham direito, mas que dependiam da assinatura do presidente da Câmara para liberação.

Nandinho foi flagrado com R$ 2,5 mil, que havia recebido da vereadora Terezinha. A pena para o crime de concussão é de 2 a 8 anos de prisão.



Quem que foi o desembargador de plantão que mandou soltar o camarada dele?
 
Carlos Bitencourt em 25/09/2012 01:52:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions