A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

03/05/2012 14:10

Em reunião com André, administrativos da Educação rejeitam reajuste de 6%

Nadyenka Castro

Categoria pede aumento de 17% neste ano e até 2014

Para presidente da Fetems, proposta do governo é muito inferior ao que a categoria quer. (Foto: Minamar Júnior)Para presidente da Fetems, proposta do governo é muito inferior ao que a categoria quer. (Foto: Minamar Júnior)

Em reunião com o governador André Puccinelli (PMDB) na manhã desta quinta-feira, a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) rejeitou a proposta de reajuste de 6% para os funcionários administrativos.

“Seis por cento está muito aquém do que a gente quer”, disse o presidente da Fetems, Roberto Magno Botareli Cesar, que pede aumento de 17% para os trabalhadores de setores administrativos da educação.

A categoria quer 17% de reajuste para este ano, para 2013 e também para 2014. Como não houve acordo com o governo, trabalhadores de todos os municípios do Estado vão se reunir na semana que vem em Campo Grande.

Está marcada para quarta-feira uma assembleia geral onde será definido as ações em prol do reajuste, “que pode culminar em greve”, alerta Roberto Magno.

Conforme o presidente da Fetems, trabalham no administrativo da educação 7,4 mil servidores.

Nesta quinta-feira, o governador negocia com vários sindicatos o reajuste da categoria. O governo concedeu reajuste de 6% para todas as categorias do funcionalismo público estadual. O valor é próximo ao da inflação acumulada nos últimos 12 meses, que chega a 5,2%.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions