A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

24/05/2011 12:37

Erro na Câmara Federal resgata debate sobre mudança do nome de MS

Fabiano Arruda e Italo Milhomem

Um novo equívoco que trocou o nome de Mato Grosso do Sul por Mato Grosso, desta vez no painel de deputados na Câmara Federal, reascendeu a antiga discussão sobre a mudança do nome do Estado durante a sessão desta terça-feira da Assembleia Legislativa.

Na Câmara Federal, o erro colocou os parlamentares da bancada sul-mato-grossenses como deputados de Mato Grosso.

O deputado Antônio Carlos Arroyo (PR) ocupou a tribuna para discursar sobre o tema. Revelou que já havia feito um projeto de lei, rejeitado na legislatura passada, que sugeria um plebiscito para discussão sobre a troca.

Depois, informa o progressista, apresentou a questão como projeto de lei, mas, agora, decidiu abordar o debate na Casa por meio de Emenda Constitucional para regulamentar a questão do plebiscito. Será o primeiro passo, segundo ele.

Arroyo conta que tem conversado com sua assessoria jurídica sobre a medida e também com outros colegas de Assembleia, que têm mostrado a aceitação a cerca da mudança do nome.

“O Estado perde muito, inclusive, a oportunidade de usar o nome Pantanal”, considera o parlamentar.

Para ele não haverá imbróglio na alteração do nome. Sobre os custos de um plebiscito, sugeriu como solução ser realizado durante as eleições municipais para não gerar novos custos. Em relação à nova sigla do nome Pantanal, que chegou a ser polêmica, ele defendeu que está esclarecido: a nova legenda seria PN e não PT.

Sobre o fato da necessidade de alterar placas das vias em Mato Grosso do Sul e documentos, Arroyo minimizou. “Quando trocaram MT por MS todo mundo teve de tirar novos documentos. Não vejo empecilhos”, disse.

Outro que falou sobre o assunto foi o petista Paulo Duarte, que pertencia a base do governo Zeca à época do surgimento da ideia da mudança do nome.

Hoje, Duarte diz não ter tanta segurança para escolher um lado de defesa do tema. “Não tenho vergonha em dizer que fui favorável e hoje tenho dúvidas. Sou a favor da regulamentação do plebiscito, pois é salutar”, garantiu.

No entanto, o parlamentar admitiu os prejuízos do Estado com as constantes confusões. “Conheço os dois Pantanais e o de MS é muito mais bonito, no entanto, o turista conhece mais o de MT. Em Brasília todo mundo lembra Pantanal como Cuiabá. Acredito ser necessária uma campanha publicitária nacional para esclarecer”, sugeriu.

“O tempo provou que a escolha de MS foi um erro, que gerou várias confusões, por ter sido imposto (à época) e não discutido. Creio que o plebiscito seria uma maneira de corrigir esse erro”, finalizou.

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


Não é necessário mudar o nome do estado e SIM criar um novo estado "PANTANAL" assim, diminuiria um pouco o estado de Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul. Dessa maneira a cultura dos Pantaneiros não seria abalada. O Pantanal teria uma adminstração totalmente voltada para o Turismo e a proteção do meio ambiente. Com isso os três estados seria independentes. Quando os erros de apresentadores de telejornais, com o tempo eles aprenderiam que os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, são estados diferentes.
 
Reinaldo dos Santos Pereira em 30/05/2011 11:34:28
NÃO CONCORDO COM A MUDANÇA DE NOMES ISSO É UMA JOGADA DA BANCADA PETISTA PARA COM O NOSSO ESTADO, QUANDO TIVERAM A IDÉIA DE DIVIDIR O ESTADO DEVERIAM TER PENSADO NESTES DETALHES, E QUE O ESTADO TERIA MUITO A PERDER, AGORA EU TENHO CERTEZA QUE O QUE ESTA FALTANDO É OS JORNALISTAS ESTUDAREM MAIS SOBRE A GEOGRAFIA DO BRASIL E APRENDER QUE CAMPO GRANDE A CAPITAL É MATO GROSSO DO SUL, TUDO FALTA DE CULTURA DE QUEM APARECE NA TELONA. SOU CONTRA A MUDANÇA DE NOMES, SE MUDAREM VÃO CONTINUAR COMETENDO O MESMO ERRO, DIZENDO QUE SOMOS MT.
 
edna pompeu frança em 30/05/2011 05:45:51
´Chegou o momento,mais que tardio de alterarmos o nome do Estado de MS,pois perdemos a nossa identidade, é constante a confusão que o Estado de Mato Grosso é uníssono,ou seja. um só, é erro frequente cometido por todas as camadas sejam diplomados ou não.

Não basta querermos, fazer que todos saibam de geografia, pois com isso ficamos esquecidos no mapa,os programas de televisão constantemente fazem a confusão entre MT e MS.

Temos que ter um nome, que diferencie e faça destaque do nosso Estado, com isso enaltecendo a nossa existência e fazendo divulgar estamos aqui e temos belezas naturais inigualáveis com qq outra fauna de outro Estado.

Mato Grosso do Sul, chegou a hora de termos a nossa identidade própria, chega de utilizarmos uma sigla, que torna-nos esquecidos nesta vasta imensidão demográfica.
 
EDDIE MARCELO em 30/05/2011 03:29:38
concordo com vc Rapahel Souza,as pessoas realmente precisam conhecer mais de geografia,principalmente os homens do poder publico.Não concordo com a troca do nome do Estado,tenho orgulho de ser Sul-Matogrossense.
 
Ronei dos Santos em 27/05/2011 01:17:15
Sou a favor da mudança de nome do nosso estado, principalmente se for chamado de Pantanal. Nasci em 1976 quando o estado não era dividido. Não quero ser conhecido como Matogrossence ou Sul-Matogrossense e sim como Pantaneiro. Até porque o nosso pantanal é uma das paisagens mais bonitas do Brasil. Quem não conhece, nunca andou de barco ou pescou nos rios da região, ainda não viveu
por completo.
 
Renato Gonçalves em 25/05/2011 10:28:03
Bom o que falta realmente é as pessoas conhecerem de geográfia, e olha que estamos falando de parlamentares, falta ainda divulgação entre os estados, pois na maioria dos casos, vimos constantes falhas quanto a ainda continuarem pensando que Campo Grande e Cuiabá, pertencem ao mesmo estado ou seja (Mato Grosso), precisamos sim de uma campnha de divulgação de quando e por quais motivos foi feito a Divisão de Estado...Por gentileza divulguem, façam campanhas educativas !!!
 
Rapahel Souza em 25/05/2011 09:42:33
A pobreza, a morte, as desigualdes, as riquezas, o fracasso e a glorias...as pessoas, os corruptos, o território e o pantanal continuarão sendo os mesmo....

vamo se apropriar do nosso MS e ja era.....

SOu filho dos CELeiros de FArtura.....com muuuito orgulho....nas minhas veias correm com muito orgulho o sangue guaicuru.....

.
..quem RESGATA FELIzmente são bombeiros.....


 
André Knöner Monteiro em 25/05/2011 05:58:44
Sou contra a mudança do nome do nosso Estado. Se fizermos uma pesquisa, veremos que a grande maioria dos brasileiros não tem a mínima noção da nossa geografia, desconhecem os nomes de muitos Estados e suas respectivas Capitais. O que falta, na verdade, é uma educação séria, escolas que, de fato, não formem analfabetos diplomados. Se o Estado perde com essa 'confusão', imagine o que a Nação perde com a negligência educacional. Não é mudando o nome de Mato Grosso do Sul que o problema será solucionado ou, pelo menos, amenizado. Eu, a exemplo de muitos campo-grandenses, não sei o novo nome de rua Dr. Euler de Azevedo, que não é tão novo assim; a rua Paulo Machado, pra mim e pra muitos, continua sendo rua Furnas... e não é por falta de estudo... eu imagino que há coisas mais importantes pra se fazer do que discutir mudanças do nome do Estado que, às vezes, vem seguida da idéia de se igualar o nosso horário com o de Brasília.
 
Edvilson Rocha em 24/05/2011 11:29:57
Mato Grosso é do Sul só pra quem mora aqui.
 
Jose Nogueira Neto em 24/05/2011 11:10:38
O País, num todo não conhece o Estado de MS, e sim com sendo o Estado de MT; temos que arrumar uma variantes de nomes para que num possível plebiscito escolhermos melhor o nome; agindo com coerencia com a razão, jamais com a emoção.
 
Valdir Pereira Dias em 24/05/2011 09:27:54
Se o plebiscito for favorável para a mudança... por favor vamos escolher um nome sem pressa e sem vaidades.
Até hoje não consigo aceitar a bandeira do nosso Estado que, no significado das cores, temos: o azul representa o céu (com uma estrela), o branco representa a paz e o verde representa a extensão territorial.
Então vendo a nossa bandeira hasteada... passa a impressão de que está de "cabeça para baixo".
Faça o seguinte teste para quem não conhece a nossa bandeira: primeiro vc explica as cores da bandeira e os significados (veja acima) e depois peça para a pessoa colocar a bandeira em uma mesa. Poderá verificar que a possibilidade da bandeira ser colocada de "cabeça para baixo"... não é descartada.
 
Nivaldo Silva em 24/05/2011 04:34:23
Concordo com a amiga M.Lucia, eu não tenho vernonha do que sou e de meu Estado o que se espera de parlamentares que aprovam a o uso de cartilhas com erros grosseiros de portugues para nossas crianças ! Eu sou nascido em CAMPO GRANDE - MATO GROSSO DO SUL, e não reconheceria a mudanca de minhas origens e de minha historia, nunca levaria outro nome como reconhecimento em outro estado, e como sempre os custos quem pagaria somos nós Sul-mato-grossense. Mostrem mais senhores parlamentares as coisa boas deste Estado, e não os escandalos que ultimamente apareceu nas midia.
 
Ramao Rodrigues em 24/05/2011 03:56:17
Nunca esqueço de uma viagem de férias nos idos de 1986 a Belém do Pará quando fui abordado por um policial de trânsito, tudo porque a placa do meu carro era HQP-..../MS, Estado completamente desconhecido para aquele cidadão que me disse: "conheço MA, de Maranhão; MG, de Minas Gerais e MT, de Mato Grosso. Agora, Mato Grosso do Sul, nunca ouvir falar, preciso confirmar esta placa numa unidade de trânsito". Até hoje, principalmente no Nordeste do Pais, Mato Grosso é uno e Campo Grande é nome de bairro do Rio, de Salvador, de cidade do interior, etc. Menos Capital de MATO GROSSO DO SUL.
 
Venancio Soares em 24/05/2011 02:34:04
Sou a favor da troca, acho que o nome MS para o estado que tinha pretensão em emancipar-se não foi uma escolha muito inteligente, coisa normal da politica, sou a favor de adotar o nome da capital para o Estado Campo Grande - CG.
 
Junior Trade em 24/05/2011 02:19:32
Boa tarde caros leitores!
Não é de hoje que discutimos o caso do nome do nosso querido Estado de Mato Grosso do Sul,porem, observamos os constrangimento que passamos fora do nosso estado, inúmeras vezes confundido com MT.
Já esta passando da hora de mudarmos o nome e separarmos a nossa Historia do estado MT.
E complicado, porque observamos que nos conhecemos o nome de todos os estados e suas capitais, mas aparentemente eles nao se preocupam em diferenciar os estados de Mato Grosso com o de MATO GROSSO DO SUL.
Sou a favor de trocar o nome mesmo,seja qual for se e Pantanal ou Campo Grande,se a sigla for PT , PN ou CG,mas mudem!
 
Roberto Cesar Portilho em 24/05/2011 01:28:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions