A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/12/2011 09:35

“Estou com dó dos prefeitos”, diz André sobre emenda da saúde

Edmir Conceição

O governador André Puccinelli afirmou, em entrevista ao programa Tribuna Livre, da FM Capital, que não ficou satisfeito com o texto do projeto que regulamenta a Emenda 29, que fixa valores mínimos a serem aplicados em ações de saúde. Estados e municípios terão que aplicar, respectivamente, 12% e 15% da receita corrente bruta.

Segundo o governador, mais uma vez ‘sobrou para estados e municípios’, que terão que aplicar 12% da receita, não mais líquida, agora bruta. “Não sei como será feita essa conta, mas estou com dó de alguns prefeitos. Mato Grosso do Sul foi um dos poucos que investiu os 12% na saúde, 25% na educação, sem pipoca e festa de São João”.

André Puccinelli disse que ‘em tese’ a saúde está municipalizada e o estado poderia lavar as mãos. Mas não é isso que acontece. Dos 79 municípios, 19 teriam condições de custear a saúde pública.

A regulamentação da Emenda 29 foi aprovada ontem à noite pelo Senado. Pelo texto, a União deverá investir na saúde o mesmo montante do ano anterior, acrescido da variação do PIB (Produto Interno Bruto) dos últimos dois anos. Nesse cálculo não podem ser incluídos investimentos em saneamento.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions