A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

03/08/2015 13:28

Ex-governador Pedro Pedrossian é homenageado na inauguração da UEMS

Leonardo Rocha
Ex-governador Pedro Pedrossian foi homenageado no evento, já que foi o criador da UEMS em 1993 (Foto: Marcos Ermínio)Ex-governador Pedro Pedrossian foi homenageado no evento, já que foi o criador da UEMS em 1993 (Foto: Marcos Ermínio)
Pedrossian recebeu homenagem das mãos de Reinaldo Azambuja e do reitor da UEMS, Fábio Edir  Santos)Pedrossian recebeu homenagem das mãos de Reinaldo Azambuja e do reitor da UEMS, Fábio Edir Santos)

O ex-governador Pedro Pedrossian foi o principal homenageado na inauguração do campus da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) em Campo Grande, durante esta manhã (3). Criador da instituição em 1993, ele participou do evento e foi presenteado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e pelo reitor da instituição, Fábio Edir Santos Costa.

Acompanhado por seu filho, Pedro Paulo Filho Pedrossian, o ex-governador assistiu a toda solenidade, ao lado de Azambuja na mesa das autoridades, onde ouviu elogios sobre sua atuação na área da educação e como pensou em projetos, que na opinião dos convidados, estavam a frente do seu tempo, que ajudaram o Estado de Mato Grosso do Sul, a crescer e se desenvolver em diversos segmentos.

“O nosso querido Pedro (Pedrossian) foi um visionário, pensava além de sua época, sempre de olho no futuro, muitos até criticavam e o chamavam doido por seus projetos arrojados, por ter criado tantas coisas, como as universidades e o Parque dos Poderes, temos que agradecê-lo por tudo que fez por Mato Grosso do Sul”, afirmou Reinaldo Azambuja.

O tucano citou que o ex-governador foi o criador não apenas da UEMS, mas também da UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso) e UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). “Tudo começou com o Pedrossian que em 1993 assinou o ato de criação (UEMS), sonhava com mais uma universidade, que poderia contribuir muito com o Estado”, disse o reitor Fábio Edir.

Faltando dez dias para completar 87 anos, o ex-governador devido a limitações de saúde, não pôde proferir seu discurso, mas seu filho Pedro Paulo, usou a palavra e falou um pouco sobre a história e como seu pai tinha como meta priorizar a educação em Mato Grosso do Sul.

“Uma pena que a saúde de meu pai não proporcione o seu pleno gozo deste momento, 50 anos atrás quando começou a construção deste Estado, começando também pelas universidades, tinha um conceito pessoal do espírito livre, onde queria dar uma nova mentalidade aos jovens, que não tinham acesso ao saber”, citou.

Ele ainda ressaltou que a ideia do ex-governador era criar espaço e estrutura para que estes jovens se preparassem, entrassem no mercado de trabalho e depois pudessem construir um novo Estado, antes Mato Grosso e depois Mato Grosso do Sul. “Uma pena que ele não consiga hoje enxergar em sua plenitude para contemplar este sonho, que sempre foi fazer um país melhor, aquele que sempre sonhamos”.

Homenagens – Além do ex-governador, também foram homenageados nesta solenidade, a educadora e professora da UEMS, Eliza Emília Cesco, assim como a professora Mariluce Bittar, que morreu em 2014, entregando os presentes aos filhos durante o evento. O governador Reinaldo Azambuja inclusive ressaltou que a biblioteca do novo campus em Campo Grande terá o seu nome, citando que todo o seu acervo foi doado para Universidade.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions