A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/04/2013 15:28

Francisco Maia é cotado para a Sedesc, mas diz que não quer

Zemil Rocha
Maia rasga elogios a Bernal pelo apoio que deu à Expogrande 2013 (Foto: João Garrigó)Maia rasga elogios a Bernal pelo apoio que deu à Expogrande 2013 (Foto: João Garrigó)

Na esteira do apoio do prefeito Alcides Bernal (PP) à realização da Expogrande 2013, inclusive com shows musicais, o presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul (Acrissul), Francisco Maia, está sendo cotado agora nos bastidores para assumir a chefia da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e Agronegócio (Sedesc). Maia, porém, já avisou que não pretende deixar a presidência da Acrissul para assumir cargo público.

Desde o início da gestão, há quase três meses e meio, o prefeito Alcides Bernal mantém a Sedesc e a Chefia de Gabinete sem titulares. Constantemente, os vereadores criticam o fato de a Sedesc estar acéfala, em razão de investimentos de cerca de R$ 1 bilhão que o município estaria perdendo.

Antes de Francisco Maia, outros dois nomes chegaram a ser cotados para a Sedesc, o vereador Edson Shimabokuro (PTB), também conhecido como “My Body”, e o vice-prefeito Gilmar Olarte. No primeiro caso, “My Body” foi sondado por assessores próximos de Bernal e até declarou interesse em assumir a função. Bernal admitiu que era um “bom nome”, mas não passou disso.

Quanto a Gilmar Olarte, o interesse dele em chefiar a Sedesc foi prontamente descartada pelo prefeito Alcides Bernal.”Gilmar Olarte é vice-prefeito, só isso”, afirmou o prefeito, ao ser indagado sobre a possibilidade dele ser o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e Agronegócio.

Esta tarde, em entrevista ao Campo Grande News, Francisco Maia, que já foi vereador e presidente da Câmara de Campo Grande, negou convite e interesse na vaga. “Em primeiro lugar, nunca fui convidado para isso. Em segundo lugar, tenho compromisso com a Acrissul, que não abro mão por nada. Estou dando contribuição na minha entidade”, declarou Maia.

Admitiu, porém, que a Acrissul poderia contribuir com indicação de um nome para chefiar a Sedesc. “O que pudermos contribuir para colocar uma pessoa do agronegócio, estamos prontos a ajudar porque acreditamos que temos bons quadros”, disse o dirigente. Questionado, então, se tinha sido lhe pedido que indicasse um nome para a Sedesc, Maia respondeu: “Não temos esse tipo de relação política com ninguém. Não temos pretensão de ocupar cargo público. Nossa pretensão é defender a classe”.

Maia demonstrou, porém, que está muito agradecido ao prefeito Alcides Bernal por seu apoio à relização da Expogrande 2013. “Não fosse a determinação dele, a atitude de enfrentar os desafios não teríamos a feira”, enalteceu o presidente da Acrissul. “Além disso tivemos ajuda, com pessoal da limpeza e tivemos todos os secretários municipais empenhados há 30 dias para resolver as pendências que tinham no TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) para o licenciamento ambiental”, acrescentou.

 

 

Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...
Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions