A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

01/05/2013 12:41

Gestão de Bernal erra e 1.200 podem ter pago Imposto de Renda maior

Zemil Rocha
Edil revelou que quase pagou R$ 9 mil a mais de Imposto de Renda (Foto: João Garrigó)Edil revelou que quase pagou R$ 9 mil a mais de Imposto de Renda (Foto: João Garrigó)

A Prefeitura de Campo Grande, sob a atual gestão do prefeito Alcides Bernal (PP), pode ter cometido um erro que levou cerca de 1200 ex-funcionários da época do ex-prefeito Nelsinho Trad a pagar ou parcelar o pagamento de valor maior do que o devido em Imposto de Renda. A denúncia está sendo feita pelo ex-vice-prefeito da Capital e ex-chefe da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e do Agronegócio), vereador Edil Albuquerque (PMDB), que foi uma das vítimas do equívoco.

Exibindo documentos, Edil demonstrou que no Informe de Rendimentos enviado aos ex-comissionados da gestão passada, exonerados pelo prefeito Alcides Bernal, ocorreu a soma de “rendimentos tributados” com os “rendimentos não-tributados”, provocando a elevação do montante de Imposto de Renda a ser declarado e pago. O prazo para fazer a Declaração de Imposto de Renda terminou ontem e, acredita Edil, a maioria acabou informando valor a maior.

Edil conta que só ontem descobriu o erro e teve que “correr” para refazer a sua Declaração de Imposto de Renda, evitando assim que tivesse que pagar “R$ 9 mil a mais” do tributo, mas possivelmente sem evitar que acabe caindo na “malha fina” da Receita Federal em decorrência da mudança de valores. “De R$ 50 mil de Imposto de Renda, eu estava pagando quase R$ 59 mil”, protestou. O vereador conta que ficou sabendo do erro ao conversar com um amigo que também foi funcionário da Prefeitura de Campo Grande e se queixou da “dor de cabeça” que teve por causa do Informe de Rendimentos equivocado, descoberto por seu contador.

No final de janeiro e começo de fevereiro, a Prefeitura de Campo enviou Informe de Rendimento aos servidores e ex-servidores municipais, inclusive Edil Albuquerque. Nesse documento consta como valor total de rendimentos R$ 183.037,20. “Com o alerta do amigo eu fui atrás e peguei um novo informe da Prefeitura e este revelou o erro, já que aparece o valor de R$ 151.918,00, não considerando assim o que não era para ser tributado, R$ 31.119,20 ”, contou Edil, que deve fazer amanhã de manhã um pronunciamento na Câmara de Campo Grande sobre o ocorrido.

Em entrevista ao Campo Grande News, dois outros ex-funcionários da Prefeitura de Campo Grande confirmaram que foram vítimas do equívoco. A ex-superintendente da Sedesc, que preferiu omitir o nome, revelou que foi surpreendida ao terminar sua Declaração de Imposto de Renda e perceber que teria um saldo de “R$ 2 mil a pagar”. Sem saber que estava diante de um erro no Informe de Rendimento da Prefeitura, ela acabou parcelando o pagamento do IR em oito vezes de R$ 222,00, sem pagar a primeira parcela por falta de dinheiro.

Ao ser alertada por Edil de que havia erro no Informe de Rendimentos, a ex-servidora comissionada somou seus holerites, que teriam totalizado R$ 71.997,65, descobrindo que o erro da Prefeitura foi ter somado o valor da indenização, R$ 6.805,00, totalizando indevidamente R$ 78,8 mil como base de cálculo para o tributo federal.

A ex-superintendente da Sedesc disse ainda que conversou com pelos menos mais oito ex-comissionados da Prefeitura que também reclamaram do erro no Informe de Rendimentos. “Uma colega minha, de 65 anos, chegou a ir à Secretaria de Administração da Prefeitura porque o contador dela havia percebido o erro, mas o funcionário que a atendeu disse para ela provar o erro com documentos, mostrando na legislação onde estaria errado”, afirmou.

Outro ex-funcionário que foi Diretor da Sedesc informou que quase acabou pagando mais de Imposto de Renda, tendo refeito a Declaração de Imposto de renda a tempo. “Eu ia ter de pagar R$ 4.900,00 de Imposto de Renda e com a revisão que fiz caiu para R$ 2.000,00”, declarou ele.

Edil conta que conversou com mais de 10 ex-comissionados da Prefeitura de Campo Grande, constatando que erro foi “generalizado” e pode realmente ter prejudicado os 1.200 agentes públicos que trabalharam na gestão de Nelsinho Trad, em razão de o ganho de “indenização” ter sido somado ao valor tributado para compor a base de cálculo do Imposto de Renda. “Isso aí vai dar um transtorno enorme”, lamentou o vereador peemedebista.

Bernal e o prejuízo – Na avaliação do vereador Edil Albuquerque, o erro no Informe de Rendimentos dos 1.200 ex-comissionados, que estão sendo prejudicados, se deve ao “desmantelamento da máquina pública”, já que o prefeito Alcides Bernal demitiu generalizadamente, incluindo “gente especializada, que sabia como as coisas eram feitas”.

Para o ex-vice-prefeito, as demissões de pessoal especializado no Instituto Municipal de Tecnologia da Informação (IMTI) e na Secretaria de Administração (SAD), que mexe diretamente com esses informes sobre rendimento de pessoal, devem ter deixado setores sem informações importantes.

Bernal foi muito criticado, principalmente na Câmara de Campo Grande, por “acefalias” em várias áreas da administração e pela dificuldade até mesmo de compor sua equipe de governo, com nomeação de secretários “a conta-gotas”.

 

 

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...
Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...


O problema é geral para todos aqueles funcionários da prefeitura que receberam idenizações (exoneração, indenizações por questões médicas, tratamento de saúde, auxílio-doença, auxílio-maternidade, etc) tiveram o comprovante de rendimentos com valor errado. O novo secretário municipal de administração ou alguém do IMTI tem que dar explicações, pois o documento foi emitido em fevereiro (já na nova administração). Eu não me importo de pagar imposto, desde que o cálculo seja feito com o valor correto!
 
Israel Antonio em 02/05/2013 10:51:05
Ainda acho que o vento esta retirando a poeira que cobria muita caca,e que o partido contrario ainda não se conformou com a vitória do atual Prefeito,que coisa feia!
 
Teresa Moura em 02/05/2013 10:43:14
Mais que pouca vergonha o nobre Vereador, como funcionário do Municipio fatura um miseravel salario de R$ 15.000,00 por mês, enquanto isso os profissionais de nivel superior da saude do Estado ganha R$ 2.500,00
 
Ari Ferreira em 02/05/2013 10:15:32
Salvo engano, as informações de rendimentos do servidor foram geradas na gestão anterior. só fica uma dúvida: ou o ilustre servidor recebia por "fora" e não declarava, ou a administração, dava um "jeitinho" e ficava por isso mesmo....Interessante; R$ 50.000,00 só de imposto, o que um professor recebe ao longo do ano não chega nem à metade disso...vergonhoso e revoltante...
 
francisco ojeda em 02/05/2013 09:03:53
Realmente, fiz declaração de vários funcionários da prefeitura e TODOS restituíram menos que o normal ou até mesmo pagaram imposto. Difícil assim.
 
Regiane Silva. em 02/05/2013 08:49:51
mais uma vez nosso prefeito mostra o despreparo pra assumir um cargoo tão importante, mas naum se preocupe prefeito Bernal esse foi seu primeiro e ultimo mandato...Alias ate agora não vi vc comprindo o q prometeu Voce mais comete erros de administração do faz algoo certoo... ate qndo vamos pagar pela sua incopetencia :\
 
Bruna Silva em 02/05/2013 08:36:50
Que crime, heim??? Deveriam pedir o impeachment por causa desse erro.
 
Olavo Nunes em 02/05/2013 08:11:17
tem que pagar impostos sim, isso e so a parte que a gente sabem e o por fora que niguem fica sabemdo ,entao paga, eu ganho em torno de 3500,00 e tenho que pagar na fonte,isso e um absurdo,o trabalhador pagar primeiro,que esses corruptos,issso e se les pagarem msm,esse e o brasil para TODOSSSSS KKKKKKKKKKKKK.
 
Agnaldo Silva em 02/05/2013 07:49:42
Se fosse eu que assumisse a prefeitura, substituia um por um também; é fácil falar assim porque perderam o reinado de 20anos nas tetas. Erros todos cometem aprendendo e nenhuma criarura nasce sabendo, aprende com a prática. A Prefeitura é formada e administrada por pessoas e se um comete e erro, é normal, o que não é normal é tudo que aparece estragado foi o chico prefeito ou o tico ex prefeito. Cada um tem responsabilidade pelo que faz. O Funcionário roubou, foi culpa do patrão que não escolheu bem ?
 
luiz alves em 02/05/2013 07:36:36
Poxa, pessoal, nem tudo é o Bernal. Não estou aqui para apoiar situação ou oposição, só acho que é meio sem sentido associar ao prefeito tudo de ruim que acontece na cidade. Ainda mais sendo uma pessoa que é partido de oposição ao prefeito. Sei lá. É fácil perceber certas coisas.
 
Willian Jose em 01/05/2013 19:14:40
Eta picuinha!!!

Mas não está claro, com esse rendimento anual, então o nobre cidadão teria um salário na prefeitura em torno dos R$ 15.000,00. É isso mesmo?
 
Luiz Peixoto em 01/05/2013 19:03:40
ele já sabia a muito tempo disso e so agora falou para que em..
 
amanda keity em 01/05/2013 17:57:49
Bernal, e agora? Vai colocar a culpa no Nelson? eu trabalhei na segov e o meu comprovante de renda veio errado. Tive que fazer uma declaracao retificadora e agora vou para o fim da fila e so vou receber o imposto a restituir nos ultimos lotes.
 
israel antonio em 01/05/2013 17:57:42
É erro ou era sonegação dos mesmos, pois o chefe que controla a folha de pagamento é o mesmo da época do ex-prefeito, há uns cinco anos, e é servidor de carreira.
 
Roberto Domingos em 01/05/2013 16:47:20
Com certeza, é um caso de se averiguar,por que estes rendimentos deveriam estar disponiveis no dia 01-1-2013, por se tratarem de pagamento do ano anterior, ocorre que provalvemente a administração anterior nao atentou pelo fato de que uma administração publica necessita de sistemas adequados que forneca dados precisos aos servidores, agora reclamar é facil e achar um culpado tambem, e com certeza deve ser culpa do atual prefeito que se dispos a dar a cara a tapa e receber a culpa de erros da administração anterior,veja só esta materia: http://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/sistema-preve-agendamento-de-consultas-por-telefone, simplesmente nao tava funcionando e nen esta, e a culpa é de quem? obs: o serviço foi pago!!!!!!!!! e nao foi pelo Bernal
 
joao jose da silva em 01/05/2013 16:35:23
Que ótimo, ficaram mamando na prefeitura 20 anos, agora estão devolvendo ao érario o que devem.
 
MArio lopes em 01/05/2013 15:22:52
Para vocês verem como antigo vice recebia de rendimentos mais de R$ 15,000 reais por mês, alem de proventos, que tristeza acabou a mamata deste salario, agora reclamam, quando que um professor iria ganhar isso por mês?
 
Marcelo I. Moraes em 01/05/2013 13:46:45
Esta é mais uma das catastróficas e inconsequentes ações do "Bernal Trapalhão".
 
Marcos Silva em 01/05/2013 13:42:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions