A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

16/02/2011 10:49

Giroto e Kátia Abreu apresentam a ministro lista de prioridades para Arco Norte

Marta Ferreira
Investimentos ajudariam a melhorar escoamento da produção e dinamizar exportações, argumentaram parlamentares em reunião ontem. (Foto: Divulgação)Investimentos ajudariam a melhorar escoamento da produção e dinamizar exportações, argumentaram parlamentares em reunião ontem. (Foto: Divulgação)

O deputado federal por Mato Grosso do Sul, Edson Girotto (PR-MS), e a presidente da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), a senadora Kátia Abreu, apresentaram ontem ao ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, lista de reivindicações para efetivar o chamado Arco Norte, que inclui investimentos em rodovias, hidrovias, ferrovias e portos, possibilitando a integração destes três modais de transporte e a ampliação da capacidade para embarques ao exterior em 10 milhões de toneladas de grãos, nos próximos quatro anos.

Os investimentos, conforme a pauta de prioridades apresentada, podem para solucionar os gargalos de logística e infraestrutura no corredor Arco Norte, formado por estados produtores das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, segundo estudo elaborado pela CNA.

Na reunião, a senadora argumentou que, atendidas as reivindicações, haverá alternativas de escoamento da safra, principalmente de soja e milho. Embora respondam por 52% da produção total de grãos do Brasil, estas regiões exportam apenas 16,5% do total da safra.

Outras vantagens dos investimentos no Arco Norte seriam o barateamento do custo do frete e do escoamento da produção, além de desafogar as regiões Sul e Sudeste, de onde saem 83,5% da produção de grãos para outros países.

“É possível ampliar essa capacidade, apostando nas hidrovias, na integração entre os modais rodoviário, hidroviário e ferroviário e nos investimentos da iniciativa na modernização dos portos”, enfatizou a presidente da CNA durante o encontro com o ministro, em Brasília.

Prioridades- A lista de reivindicações inclui medidas de recuperação, modernização e ampliação da capacidade de importantes portos, como os de Itaqui (MA), Vila do Conde (PA), Outeiro (PA) e Santarém (PA), Porto Velho (RO) e Itacoatiara (AM). “Em alguns destes terminais portuários, basta apenas uma licitação para que a iniciativa privada possa investir”, salientou a senadora. A presidente da CNA reforçou também a necessidade do governo “olhar com atenção” as hidrovias, especialmente nos rios Madeira, Tapajós, Tocantins, São Francisco e Parnaíba, por meio de iniciativas que permitam maior navegabilidade.

A presidente da CNA defendeu, ainda, o barateamento da cabotagem (navegação entre portos brasileiros) e a implantação de mais ferrovias. O deputado Giroto afirmou que estes pontos fazem parte de sua proposta de atuação parlamentar por ter ocupado por um ano e meio o cargo de presidente do Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Transporte e ter contribuído na elaboração do Plano Nacional de Logística de Transporte (PLNT), conhecido como sistema intermodal. “Sempre vou defender propostas que contribuam para o crescimento da agropecuária, tão importante para Mato Grosso do Sul”, destacou Giroto.

O ministro Alfredo Nascimento, segundo divugou a assessoria de imprensa do deputado Giroto, reconheceu a importância melhorar a logística e a infraestrutura do País e comprometeu-se a analisar as propostas apresentadas. Participaram também do encontro os vice-presidentes executivos da Confederação José Ramos Torres de Melo Filho e Homero Pereira, o consultor de logística da entidade, Luiz Antônio Fayet.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions