A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

11/02/2014 11:03

Giroto se reúne com deputados para explicar privatização das rodovias de MS

Francisco Júnior e Leonardo Rocha
Giroto durante reunião com os deputados. (Foto: Marco Miatelo)
Giroto durante reunião com os deputados. (Foto: Marco Miatelo)

O secretário de Obras do Estado, Edson Giroto, esteve esta manhã (11) na Assembleia Legislativa para apresentar aos deputados o projeto de privatização de 11 rodovias estaduais.

“Vim aqui explicar esse projeto aos deputados, pois além de amizade, tenho relação de respeito com os cargos que eles ocupam, vou ficar disponível para dar todas as informações necessárias, além de enviar os dados do projeto para comissão de constituição e justiça da assembleia”, justificou.

Na reunião, Giroto explicou que o motivo deste projeto vem decorrência da concessão da BR-163 para a iniciativa privada e a cobrança de pedágio. “È natural quem tiver transitando nessa rodovia, antes de chegar no pedágio irá desviar o caminho e sobrecarregar as estradas estudais e vão ocasionar a sua deterioração”, ressaltou dizendo que essa intervenção nas rodovias irá proporcionar mais segurança para os motoristas e seguir essa política nacional de investimentos em rodovias em todo o País.

Conforme o secretário, o valor cobrado no pedágio dessas rodovias será de R$ 4 a R$ 4,50. “Temos certeza que muitas empresas ficarão interessas nessa concorrência, pois essas estradas irão gerar muito capital”, destacou.

Giroto explicou também que as rodovias que tiveram movimento acima 5,5 mil veículos poderão ser duplicadas.

O deputado Márcio Monteiro (PSDB) considera aprovou essa iniciativa. “Essa política de concessão de rodovia já é um modelo consagrado nos Estados Unidos e Europa. Certamente vai dar certo no Brasil. O governo estadual tem estudo especifico sobre esse projeto certamente vai tornar esse percurso mais rápido, mas seguro e evitando graves acidentes no estado”.

Estudo - Pelos cálculos do governo, a previsão é de os 30 mil veículos, que circulam diariamente pela BR-163, se dividirem entre as rodovias estaduais. No lote 1, composto pelas MS-135, 306,112, 223 e 316, hoje, o fluxo é de 3 mil veículos/dia e deverá passar para 4,5 mil a 5 mil.

Ainda de acordo com estudos do governo, pelo lote 2, formado pela MS-040 (em processo de pavimentação) e parte da MS-395 e 338, atualmente a circulação é baixa e a tendência é passar a receber 4,5 mil veículos diariamente. Também com pequeno fluxo, o lote 3, formado pela MS-180 e um pedaço da 295, tende a receber 3,7 mil circulantes por dia.

Os três lotes serão repassados à iniciativa privada ao mesmo tempo e praticamente todo o trecho estará pavimentado. Em troca da concessão, as empresas precisarão manter em boas condições as rodovias e investir.

 

Câmara vai homenagear 84 pessoas em sessão do aniversário de 118 anos
A Câmara Municipal de Campo Grande vai homenagear 84 pessoas em sessão solene na próxima quarta-feira (dia 23). Na ocasião, a partir das 19h, serão ...
Moreira Franco: MP das Rodovias dará segurança jurídica e resolverá problemas
O ministro da Secretaria Geral da Presidência, Moreira Franco, afirmou que a MP das Rodovias vai garantir condições de investimento nas concessões at...
Puccineli quer candidato de consenso a presidência do PMDB em MS
Só se for sem disputa. É assim que o ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), quer disputar o comando da legenda no Estado, nas ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions