A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

27/04/2015 17:11

Governo antecipou reajuste e não há espaço para aumento, diz Reinaldo

Lidiane Kober
Durante inauguração da Funtrab, tucano diz que não tem como promover reajuste em maio (Foto: Alcides Neto)Durante inauguração da Funtrab, tucano diz que não tem como promover reajuste em maio (Foto: Alcides Neto)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse, nesta segunda-feira (27), em agenda pública na Capital, que o Governo antecipou, em dezembro do ano passado, o reajuste salarial de “todas as categorias” e que, por conta da queda de receita, “hoje” não há espaço para novo aumento. Maio é data base dos funcionários públicos estaduais, com exceção dos professores (janeiro).

“O servidor teve antecipação de data base de todas as categorias em dezembro e quem pagou essa conta foi o nosso mandato”, afirmou Reinaldo, durante a inauguração da nova sede da Funtrab (Fundação do Trabalho de MS). Segundo ele, a Procuradoria-Geral do Estado tem parecer e mostrará para o servidor os números da queda da receita e os reajustes dados em dezembro. “Vamos sentar com o servidor e mostrar isso”, prometeu.

O problema, segundo o governador, é a queda de receita registrada nos três primeiros meses do governo. “Hoje não tem espaço financeiro (para novo aumento)”, comentou. “E mesmo com a dificuldade financeira, garantimos o aumento (de dezembro)”, emendou.

A arrecadação do Governo do Estado teve queda de 18% nas receitas primárias no primeiro bimestre de 2015, em relação ao mesmo período do ano passado. O valor corresponde a menos R$ 319 milhões nos cofres públicos. Ao mesmo tempo, só com o salários dos funcionários e encargos, registrou-se elevação de 19,4%, de R$ 1,351 bilhão em 2014 para R$ 1,614 bilhão este ano.

Um pouco melhor - Neste mês, ainda de acordo com Reinaldo, a receita deve se equiparar ao arrecadado no mesmo período do ano passado. “Se a receita começar a crescer, como teve antecipação em dezembro, podemos fazer outra antecipação esse ano”, cogitou. Amanhã, o governo vai começar a bateria de reuniões com as categorias para discutir a questão salarial.

Em dezembro passado, ganharam antecipação de reajuste salarial os administrativos da educação, os policiais militares e, em janeiro, foi a vez dos professores receberem 13,01% a mais.

Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...
Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions