A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

07/11/2014 08:37

Governo constitui comissão de transição para trabalhos com Azambuja

Leonardo Rocha
Governador André Puccinelli anunciou ontem os nomes da equipe de transição, ele vai participar de algumas reuniões (Foto: Alcides Neto)Governador André Puccinelli anunciou ontem os nomes da equipe de transição, ele vai participar de algumas reuniões (Foto: Alcides Neto)

O governo estadual publicou hoje (07), em Diário Oficial, as regras e procedimentos para a realização dos trabalhos de transição ao próximo governador eleito, Reinaldo Azambuja (PSDB). As ações e atividades serão coordenadas pela secretária de Administração, Thie Higushi. O próprio governador André Puccinelli irá participar de algumas reuniões para contribuir com o trabalho.

Na publicação se especifica que nesta transição o novo governador terá acesso as informações relativas às contas públicas, programas e projetos realizados pelo executivo, para que possa dar continuidade às ações com eficiência, a partir de 2015.

Os pedidos em relação a documentação serão formulados pela coordenação de equipe de transição, que irá repassar para a Secretaria de Administração, esta irá requisitar as informações e dados aos órgãos competentes. A entidade ou pasta deve colocar estes documentos a disposição em dez dias, sendo repassados por escrito em 15 dias.

Nenhuma informação será repassada se estiver em sigilo bancário, fiscal ou judicial. As reuniões entre as equipes devem ser agendadas previamente, para programação dos servidores que irão fazer parte dos trabalhos.

Além da secretária estadual de Administração, Thie Higushi Viega dos Santos, que chefia a equipe de transição, o governador anunciou ontem (06) a participação do assessor jurídico da Casa Civil, Carlos Marques, o Neno, o diretor geral de Orçamento da Semac (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, de Planejamento, de Ciência e de Tecnologia), Nelson Shiguenori Tshushima, do secretário estadual de Fazenda, Jader Afonso, e André Cance (Sefaz).

Puccinelli também destacou que vai pedir a indicação de um representante do MPF e do MPE. Ele disse que pedirá para um representante da “imprensa independente” para acompanhar a transição.

Reinaldo Azambuja não divulgou a sua equipe oficialmente, mas devem participar do seu grupo Carlos Alberto Assis (presidente do PSDB em Campo Grande), Sérgio De Paula (coordenador da campanha no interior), Ednei Marcelo Miglioli (coordenador geral da campanha), professora Rose Modesto (vice-governadora eleita) e o ex-vereador Athayde Nery (PPS).

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions