A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

04/01/2013 07:28

Governo demite 143 comissionados; em lista que inclui ex-senador

Aline dos Santos
Ontem, Puccinelli declarou que fará Ficha Limpa em seu governo. (Foto: Luciano Muta)Ontem, Puccinelli declarou que fará Ficha Limpa em seu governo. (Foto: Luciano Muta)

O Governo do Estado divulgou nesta sexta-feira a primeira lista de demissões de cargos comissionados, como foi anunciano na quarta-feira, como parte de uma reestruturação da administração estadual. Ontem, o governador André Puccinelli (PMDB) afirmou que a exoneração de 1.800 servidores não concursados começaria com 200 demissões na Secretaria de Governo, a Casa Civil.

A lista publicada hoje traz 143 nomes, sendo 132 da Segov, dez do gabinete do governador e um da Setas (Secretaria Estadual de Trabalho e Assistência Social). Os cargos vão da classificação de DGA-especial (que tem remuneração em torno de R$ 10 mil) a DGA-7. Na primeira categoria está o ex-prefeito de Campo Grande e ex-senador, Juvêncio César da Fonseca.

De acordo com o decreto, os exonerados poderão ser reconduzidos ao cargo. Neste caso, o retorno será retroativo a primeiro de janeiro de 2013. Segundo o governador, as demissões serão reavaliadas no prazo de cinco dias.

Puccinelli nega que a conduta tenham motivação política, pois a maioria dos empregados tem ligação com o PMDB, partido do governador. Segundo ele, a decisão é sustentada por três pontos: motivação e eficiência; enxugamento da máquina e projeto Ficha Limpa.


Ele vai enviar à Assembleia Legislativa projeto para que os comissionados só tenham vaga no governo se comprovarem não ter condenações. A reestruturação da máquina administrativa deve ser concluída no primeiro trimestre de 2013. A lista está disponível abaixo. 



Estranho por quê só agora é que vai ser feito cortes em gostos se dar para trabalhar com números reduzido de pessoal.
 
maria da conceição cerqueira em 04/01/2013 11:57:20
Parabéns Sr. Governador. Isso o senhor deveria fazer também em outros órgãos do Estado, usando o mesmo critério da "Ficha Limpa".
 
Jorge Luiz em 04/01/2013 11:30:05
Essas coisas é que estraga a administração pública e dá o que falar com razão. Poderia trabalhar com o número suficiente, cortar propaganda política e baixar os impostos. Se gasta demais sem necessidade, explorando o trabalhador. Nós temos que mudar isso.
 
luiz alves em 04/01/2013 10:23:27
Parabéns Governador pela iniciativa de começar a limpeza.
 
EDSON CHAIA em 04/01/2013 08:41:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions