A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

11/09/2018 18:48

Ibope registra avanço de Bolsonaro e segundo lugar com empate quádruplo

Candidato do PSL ganhou quatro pontos percentuais em levantamento realizado após atentado; Ciro, Marina e Alckmin estão virtualmente empatados e são seguidos de perto por Haddad

Humberto Marques
Bolsonaro apresentou evolução de quatro pontos percentuais em nova pesquisa do Ibope. (Foto: Arquivo)Bolsonaro apresentou evolução de quatro pontos percentuais em nova pesquisa do Ibope. (Foto: Arquivo)

Nova pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (11) mostra que o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) segue liderando as intenções de voto para as eleições de outubro. Ele aparece com 26% das menções dos entrevistados, bem à frente dos demais concorrentes. O levantamento ainda confirma que a disputa pelo segundo lugar segue emparelhada, com quatro candidatos empatados dentro da margem de erro.

Ciro Gomes (PDT) figura com 11% das intenções de voto; enquanto Marina Silva (Rede) e Geraldo Alckmin (PSDB) têm 9% cada. Confirmado nesta terça candidato à Presidência da República pelo PT, em substituição a Lula (preso por conta de condenação no caso do tripléx do Guarujá), Fernando Haddad chegou a 8%.

Álvaro Dias (Podemos), João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB) têm 3% das intenções de voto cada um. Vera Lúcia (PSTU) e Cabo Daciolo (Patriota) foram citados por 1% dos entrevistados; ao passo que Guilherme Boulos (Psol), João Goulart Filho (PPL) e Eymael aparecem com menos de 1%.

Os votos brancos e nulos totalizaram 19%, enquanto 7% dos participantes da pesquisa se declararam indecisos ou não responderam aos questionamentos.

Anterior – O Ibope aponta que Bolsonaro subiu seis pontos percentuais na comparação com as duas pesquisas anteriores: saiu de 20% no levantamento realizado entre 17 e 19 de agosto para 22% no levantamento entre 1º e 3 de setembro.

Agora, o candidato do PSL ganhou quatro pontos percentuais. A pesquisa divulgada hoje foi realizada entre 8 e 10 de setembro, depois do atentado que Bolsonaro sofreu em Juiz de Fora (MG), quando foi esfaqueado por Adélio Bispo de Oliveira –trazido para o Presídio Federal de Campo Grande.

Ciro aparece em segundo lugar no levantamento, com 11% das intenções de voto. (Foto: Arquivo)Ciro aparece em segundo lugar no levantamento, com 11% das intenções de voto. (Foto: Arquivo)

Quanto aos outros cinco melhores colocados, Ciro, que havia subido de 9% para 12%, perdeu um ponto percentual; enquanto Marina, que vinha de 12% nos dois levantamentos, caiu três. Alckmin, que tinha 6% e subiu para 9%, manteve a posição. Já Haddad saiu de 4% para 6% e, agora, somou mais dois pontos percentuais. Álvaro Dias manteve 3% nas três pesquisas.

Segundo turno – O Ibope também realizou simulações de segundo turno envolvendo o líder das pesquisas, Bolsonaro, e os quatro adversários com melhor pontuação. O candidato do PSL perderia para Ciro por 40% a 37%, com 18 entrevistados declarando voto branco ou nulo e 4% de indecisos ou que não opinaram.

Alckmin também venceria Bolsonaro, mas dentro da margem de erro: 38% a 37% (21% de brancos e nulos e 4% de indecisos, que não responderam ou não opinaram).

Marina e o candidato do PSL empatam em 38% (20% de brancos e nulos e 4% de indecisos); ao passo que, contra Haddad, Bolsonaro venceria por 40% a 36% 919% de brancos e nulos e 5% que não souberam responder ou não opinaram).

Rejeição – A pesquisa mostra, porém, que Bolsonaro ainda tem uma alta taxa de rejeição: 41% dos entrevistados disseram que não votariam nele de jeito nenhum –o índice era de 41% na pesquisa anterior.

O índice de Marina é o segundo maior (24%, menor que os 26% da pesquisa anterior), seguido de Haddad (23%, percentual mantido), Alckimin (19%, três pontos percentuais a menos) e Ciro (17%, queda de três pontos percentuais).

Meirelles, Daciolo, Eymael, Boulos e Vera atingiram 11% de rejeição, e Amoêdo, 10%. Para Álvaro Dias, o percentual atingido foi de 9%, e de 8% a Goulart Filho.

O Ibope, que figura como contratante da pesquisa, ouviu 2.002 eleitores pelo país entre os dias 8 e 10 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-05221/2018.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions