A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

18/02/2016 13:03

Janela partidária pode tornar PSDB a maior bancada na Câmara Municipal

Atual detentor da maior bancada, o PMDB pode perder dois integrantes que se dizem insatisfeitos

Mayara Bueno e Antonio Marques
Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: Arquivo)Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: Arquivo)

A homologação da janela partidária, prevista para esta quinta-feira (18), pode fazer o PSDB se tornar a maior bancada na Câmara Municipal. Isto porque, atual detentor do maior grupo, o PMDB pode perder pelo menos dois vereadores, que se dizem insatisfeitos com o partido e avaliam integrar o PSDB.

Atualmente, o ninho tucano é composto apenas por João Rocha, que é presidente da casa de leis, e Lívio Viana Leite, que assumiu o cargo de vereador no fim de 2015, em virtude da cassação de Delei Pineiro (PSD).

No entanto, o PSDB ganhará o vereador José Chadid, atualmente sem partido. Nesta quinta-feira, ele disse que falta apenas uma reunião com o partido, para oficializar sua refiliação. Chadid já integrou o PSDB durante a primeira fase do mandato do prefeito Alcides Bernal (PP), mas foi expulso, à época, por não ter deixado a gestão municipal.

Enquanto isso no PMDB, Magali Picarelli já disse que deixará o partido, pois alega falta de espaço. Ela ainda não bateu o martelo, mas reconhece a possibilidade de ingressar no PSDB, bem como o vereador Paulo Siufi. Descontente com o partido, ele afirma que vai procurar o governador do Estado, Reinaldo Azambuja, e admite possibilidade de ir para o ninho tucano.

O PMDB tem, por enquanto, seis vereadores, são eles: Carla Stephanini, Edil Albuquerque, Mario Cesar, Vanderlei Cabeludo, Siufi e Magali.

Demais parlamentares dizem que, por enquanto, vão permanecer em seus partidos, enquanto outros alegam que vão conversar com a direção das siglas, para definir se permanecem ou migram pra outro partido.

É o caso do PT do B. Otávio Trad diz que dialogará com a direção municipal, para saber sobre o rumo da sigla. Há a possibilidade de ele, caso saia do partido, entrar no PSD, que pode ganhar Marquinhos Trad ou PTB, de Nelson Trad Filho.

Janela – A janela partidária já foi aprovada, mas precisa ser homologada para que tenha validade e o prazo de 30 dias comece a ser contado. Neste período, o parlamentar poderá trocar de partido, sem que corra o risco de perder o mandato.

A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) altera decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), que entendia que os parlamentares que mudassem de partido sem motivo perderiam o mandato, por infidelidade partidária.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions