A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

27/09/2015 11:38

Jardim é a primeira Câmara a rejeitar projeto de redução de salários

Juliana Brum
Câmara de Jardim é a primeira a rejeitar redução salarial (Foto - Divulgação)Câmara de Jardim é a primeira a rejeitar redução salarial (Foto - Divulgação)

De cinco Câmaras Municipais que estudam a redução dos salários dos vereadores, secretários, prefeito e vice-prefeito em Mato Grosso do Sul, uma já rejeitou a proposta: Jardim. O município não se contagiou pela decisão da vizinha, Guia Lopes da Laguna, que aprovou com a maioria dos votos o corte salarial do chefe do Executivo e dos vereadores, para a próxima legislatura.

Hoje, além das cidades, Figueirão, Campo Grande e Itaporã também discutem o assunto.

Em Jardim, município localizado a 250km de Campo Grande, no último dia 22 de setembro, com sete votos contra o projeto e apenas três votos a favor, a proposta foi engavetada

Apenas Guilherme Monteiro (PSDB), Pietro Canepa (PSDB) e Orlando Damasceno (PT) apoiaram a ideia. A turma do contra teve Zé Preto (PR), Gláucio Cabreira (DEM), Mário Oliveira (PDT), Curipa (PT), Deco Cristaldo (PMDB), Claudia Barbosa (PMDB) e Vavo (PT). O presidente da casa de leis só precisaria votar em caso de empate.

O Projeto de Lei  foi proposto pelo presidente da Casa. Mas Cynthia Bearare, 25 anos, bacharel em Direito, também havia convocado nas redes sociais a população a assinar abaixo assinado pedindo a redução dos salários dos vereadores e do prefeito, justificando que a economia deveria começar pela administração do próprio município. Mesmo assim, não conseguiu o número mínimo exigido de colher 5% dos eleitores locais para um projeto por iniciativa popular.

“Eu penso que diante as dificuldades que o país está enfrentando com a crise os políticos teriam que serem os primeiros a darem o exemplo e reduzir os repasses como o da Câmara que chega a quase 180 mil por mês. Sou a favor de reduzir salários, sim,” disse o vereador tucano, Guilherme Monteiro (PSDB).

O Campo Grande News ligou para o proponente e presidente da Câmara, Prof.Serginho (PROS), mas não teve retorno.

Os outros municípios que estão estudando a mesma proposta são: Itaporã, Figueirão, Campo Grande. Em Itaporã a iniciativa foi proposta pelo vereador Gladstone (PTB) e Figueirão e Campo Grande através de iniciativa popular.
Em Campo Grande, o fisioterapeuta Denis Pereira da Silva, 23 anos, criou uma página, também no Facebook, com o nome “Redução dos Salários dos Vereadores de Campo Grande”. Em menos de 10 dias já conseguiu mais de 2.600 curtidas de pessoas que visitaram a página.

Para apresentar o projeto de lei de iniciativa popular é necessário colher assinaturas de 5% dos eleitores da Capital, cerca de 30 mil pessoas devem apoiar, assinando o pedido para reduzir os salários dos parlamentares. “Não é difícil basta que façamos juntos. Dessa forma vamos ajudar os eleitos a trabalharem e mostraremos que nós, os patrões não estamos satisfeitos”, reiterou o fisioterapeuta, lembrando que os postos de coleta do abaixo assinado será distribuído, na cidade brevemente.

O único município que aprovou o projeto no Estado até agora foi Guia Lopes da Laguna, em que o salário do vice-prefeito passou de R$ 8 mil para R$ 980,00. Houve diminuição de 50% na remuneração dos secretários (de R$ 6 mil para R$ 3 mil), que pode ter aplicação imediata tão logo seja aprovado na sessão ordinária da próxima terça-feira e sancionado pelo prefeito Jácomo Dagostin (PMDB). O chefe do Executivo tem a prerrogativa de veto o projeto, que só então valeria caso fosse derrubado, com apoio de 2/3 dos vereadores.

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions