A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

16/07/2014 08:23

Justiça eleitoral precisa de 24 mil mesários para trabalharem nas eleições em MS

Ludyney Moura
O mesário voluntário terá dois dias de folga para cada dia que for convocado pela Justiça Eleitoral. (Foto: Divulgação/TSE)O mesário voluntário terá dois dias de folga para cada dia que for convocado pela Justiça Eleitoral. (Foto: Divulgação/TSE)

O TRE-MS vai convocar 24 mil sul-mato-grossenses para trabalharem como mesários nas eleições gerais este ano no Estado. O trabalho é voluntário, e as inscrições ainda estão abertas. Até agora o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) revela que até agora o órgão recebeu a adesão de apenas 31% do número necessário, ou seja, 7,5 eleitores dispostos a trabalhar para a Justiça Eleitoral.

O eleitor que quiser trabalhar nas próximas eleições não será remunerado para isso, mas terá direito a auxílio-alimentação no dia do pleito, dois dias de folga para cada dia em que foi convocado pela Justiça Eleitoral.

As inscrições podem ser feita na página do Tribunal Regional (www.tre-ms.jus.br) O prazo para divulgação de uma audiência pública para nomeação da Mesa Receptora de cada seção é o próximo dia 1 de agosto, e a convocação no dia 6 de agosto.

O mesário ainda ganha uma certidão de serviço à Justiça Eleitoral, e o trabalho serve como desempate em concursos públicos e, para os universitários que se dispuserem a auxiliar os eleitores na Mesa Receptora, o serviço vale como reconhecimento como atividade extracurricular, contabilizando em dobro as horas certificadas.

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) informa que todo eleitor em em situação regular pode ser mesário, desde que tenha mais que 18 anos, não seja parente, de até 2º grau, de nenhum candidato, não seja filiado a partido político e os agentes de segurança pública.

Juiz Sérgio Moro nega suspensão de segundo interrogatório de Lula
O juiz federal Sérgio Moro negou nesta sexta-feira, 18, o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para adiar seu interrogatório m...
Cármen Lúcia determina que tribunais divulguem salários de magistrados
A ministra Carmen Lúcia, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), assinou nesta sexta (18) uma portaria ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions