A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017

25/06/2015 13:51

Líder alerta que 14 prefeituras podem perder recursos de emendas

Leonardo Rocha
Rinaldo Modesto explicou que se municípios não regularizarem situação podem ficar sem recursos (Foto: Roberto Higa/ALMS)Rinaldo Modesto explicou que se municípios não regularizarem situação podem ficar sem recursos (Foto: Roberto Higa/ALMS)

O líder do governo, o deputado Rinaldo Modesto, alertou que 14 prefeituras de Mato Grosso do Sul, incluindo Campo Grande, podem ficar sem os recursos das emendas individuais dos parlamentares, porque possuem pendências e estão com certidões negativas perante a Receita Federal. Os deputados devem resolver a situação até amanhã (26), pois senão terão que substituir os municípios.

“O governo já avisou os deputados para que eles alertem estes 14 municípios, com 148 emendas, para que regularizem esta situação até amanhã (26), caso contrário na próxima segunda-feira (29), os parlamentares terão que indicar outros municípios, para não perder o recurso”, explicou Rinaldo.

Cada deputado estadual tem R$ 1 milhão para indicar a prefeituras e entidades por meio de “emendas individuais” nas áreas de saúde, educação e assistência social. Este recurso é repassado diretamente pelo governo estadual a estes locais, porém precisam estar aptas a receber o montante.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) inclusive aumentou o valor das emendas em seu primeiro ano de mandato, já que nos anos anteriores cada deputado tinha R$ 800 mil, agora dispõe de R$ 1 milhão. O deputado Eduardo Rocha (PMDB) já tinha pedido adiamento de prazo, até o final de junho, justamente para que as instituições e prefeituras resolvessem pendências.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions