A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

08/05/2013 14:09

Líder de Bernal culpa “herança” por caos na saúde; Mario Cesar contesta

Josemil Rocha e Jéssica Benitez
Mario Cesar disse que Bernal não pode reclamar do Orçamento deste ano (Foto: Simão Nogueira)Mario Cesar disse que Bernal não pode reclamar do Orçamento deste ano (Foto: Simão Nogueira)

O presidente da Cãmara de Campo Grande, vereador Mario Cesar (PMDB), contestou hoje a afirmação do líder do prefeito na Casa, Marcos Alex Azevedo de Melo, o Alex do PT, de que saúde pública não está nos trilhos em razão dos problemas com a dengue, no começo deste ano, e devido às limitações do Orçamento Municipal de 2013. O debate aconteceu durante sessão da “Câmara Comunitária”, realizada esta manhã no bairro Estrela do Sul,

Alex do PT considera que o prefeito Alcides Bernal teve de enfrentar o “caos” na saúde pública neste início de ano em razão da epidemia de dengue, problemas de limitação orçamentária e agora os problemas apontados em relação ao Hospital do Câncer Alfredo Abrão, que teriam sido “herança” deixa pela gestão passada.

Para Mario Cesar, se houve falha, esta deve ser atribuída à equipe de transição indicada pelo prefeito Alcides Bernal no final do ano passado. “O prefeito não pode reclamar do Orçamento, já que ele pode participar da discussão do projeto por meio da equipe de transição”, afirmou o peemedebista.

A discussão começou quando o vereador Delei Pinheiro (PSD), que integra a majoritária bancada de oposição na Câmara, cobrou a “normalização do atendimento” nas unidades de saúde de Campo Grande. Delei considerou inadimissível a recente declaração do secretário municipal de Saúde, Ivandro Fonseca, de que o setor terá atendimento normalizado até o final do ano.

Em meio à troca de acusações entre oposição e situação, Mario Cesar, que lidera a oposição a Bernal na Câmara, aproveitou para alfinetar o prefeito quanto à proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). “A LDO chegou com percentual tão pequeno que nos preocupa a capacidade de orçamento para 2014”, afirmou o presidente da Câmara.

Na avaliação de Mario Cesar, a Câmara até foi muito “generosa” com o prefeito Alcides Bernal em aprovar os 5% de suplementação (possibilidade de transferência de valores orçamentários sem necessidade de autorização legislativa) “em relação ao 0,61% de reajuste previsto na LDO para o Orçamento de 2014”.

 



Esse Mário cezar não tem nada que ficar defendendo administração passada,ele foi reeleito para defender os interesses do povo e da cidade,me parece que o Nelsinho tem bons advogados e vai precisar muito deles para explicar as compras super faturadas de medicamentos conforme li em outro jornal,se for mentira que venham a público para se defender; mas com documentos sérios e não com con versa pra boi dormir.
 
walter oliveira em 09/05/2013 00:26:49
UMA CORREÇÃO- A SAUDE NACIONAL, ESTA FORA DE TRILHOS E TEM MUITO TEMPO DESCARRILADA.
MAS O JOGO DE EMPURRA É ASSIM, SEMPRE COM OPOSITORES QUE ASSUMEM. O QUE PRECISARIA, SE HOUVESSE POLITICOS INTERESSADOS NA POPULAÇÃO, É REUNIREM-SE E CHEGAREM NUM ENTENDIMENTO URGENTE, PARA QUE A POPULAÇÃO SOFRA MENOS COM NOSSOS MEDICOS CAPITALISTAS
ELEITORES, VEJAM EM QUEM VCS VOTAM. ELEIÇÕES ESTAO POR AÍ. LEMBRA QUE PRA GANHAR ELEIÇÃO, TODO LOBO USA PELE DE CORDEIRO.
 
luciano marques em 08/05/2013 16:09:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions