ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  18    CAMPO GRANDE 22º

Política

Lula evita reunião e dispensa Bernal e equipe na porta do quarto de hotel

Por Edivaldo Bitencourt e Lidiane Kober | 13/11/2013 16:41
Bernal assedia Lula após ser obrigado a descer pelo elevador sem ser recebido (Foto: Marcos Ermínio)
Bernal assedia Lula após ser obrigado a descer pelo elevador sem ser recebido (Foto: Marcos Ermínio)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) barrou, na porta do quarto, o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), que tentou obter uma conversa reservada com o petista. O chefe do Executivo, acompanhado pelo vereador Cazuza (PP) e por uma comitiva de secretários, foi obrigado a descer sem serem recebidos por Lula.

O “mico” começou porque Bernal forçou uma reunião reservada sem agendar e em cima da hora. Ele chegou de surpresa, por volta das 15h30 de hoje no Grand Park Hotel, onde o ex-presidente está hospedado.

Acompanhado por Cazuza e pelos secretários municipais de Ação Social, Thaís Helena, e de Saúde, Ivandro Correia Fonseca, Bernal chegou a subir no elevador e desembarcar no andar de Lula. Ele foi recepcionado pelo presidente regional do PT, Marcus Garcia.

Um assessor avisou Lula da chegada do prefeito da Capital na porta do quarto para uma conversa reservada. Lula alegou que o encontro “era impossível”, segundo o petista. Ele disse que a reunião não tinha sido agendada e ele estava com a agenda atrasada. Só no Onda Buffet, cerca de 500 pessoas de movimentos sociais e sindicatos aguardam a chegada do ex-presidente. O encontro estava previsto para as 15h.

O ex-presidente avisou o assessor que conversaria rapidamente com o prefeito junto com os jovens petistas. Bernal e a trupe foram obrigados a descer pelo elevador sem serem recebidos por Lula.

O ex-presidente tirou uma foto rápida com o grupo no saguão do hotel, onde toma tereré com os jovens petistas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário