A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

06/06/2014 13:30

Mandetta ataca e diz que União trata MS como porta de entrada de drogas

Lidiane Kober e Kleber Clajus
Mandetta presente na comitiva para receber Aécio Neves (Foto: Marcos Ermínio)Mandetta presente na comitiva para receber Aécio Neves (Foto: Marcos Ermínio)

Oposicionista ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT), o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM) aproveitou a presença do presidenciável Aécio Neves (PSDB-MG), em Campo Grande, para atacar a administração petista. Para ele, “o Governo Federal deve parar de tratar Mato Grosso do Sul como porta de entrada de drogas”.

“Se isso ocorre é porque não colocaram porteiras e apoiam ações do governo boliviano, como a legalização de carros roubados no Brasil”, analisou Mandetta. O parlamentar ainda afirmou que o País “carece de uma firme liderança de valor”.

O deputado ainda reafirmou a aliança, tanto em nível federal quanto estadual, com o PSDB. “É uma parceria bem alinhada e vamos seguir juntos para fortalecer programa do Reinaldo (Azambuja)”, comentou. “O caminho da felicidade passará pela perda de muitos amigos”, completou Mandetta, primo de Nelsinho Trad, pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado.

Além do deputado federal, outros aliados atacaram o governo da presidente Dilma. “Hoje é o início de uma caminhada para ganhar e mudar esse desastre nacional que vemos”, comentou o presidente regional do PSD, Antonio João Hugo Rodrigues.

Também presente no ato político dos tucanos, o presidente regional do PPS, Athayde Nery, reforçou a indicação de Carmelino Rezende para concorrer ao Senado e da vereadora Luíza Ribeiro para ficar na vaga de vice-governadora de Azambuja. “Os eleitores devem transformar sua indignação em voto”, finalizou.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions