ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SÁBADO  28    CAMPO GRANDE 25º

Política

Mara Caseiro deixa Fundação de Cultura para assumir vaga de deputada

Ela foi exonerada hoje (18) no governo estadual, para assumir a cadeira de parlamentar

Por Leonardo Rocha | 18/11/2020 09:26
Mara Caseiro durante sessão na Assembleia Legislativa, no mandato anterior (Foto: Divulgação - ALMS)
Mara Caseiro durante sessão na Assembleia Legislativa, no mandato anterior (Foto: Divulgação - ALMS)

Mara Caseiro foi exonerada hoje (18) dos cargos de secretária especial de Governo e diretora-presidente da Fundação Estadual de Cultura, para assumir a cadeira de deputada estadual, neste que será o seu terceiro mandato na Assembleia. Ela entra na vaga de Onevan de Matos (PSDB), que faleceu na última sexta-feira (13).

Para o comando da Fundação de Cultura a principal cotada é a pedagoga e produtora rural Giovana Correa Vargas, que inclusive é presidente municipal do DEM na cidade de Maracaju, que fica a 160 km de Campo Grande. Ela inclusive era pré-candidata a prefeita no município, mas depois apoiou a candidatura de Marcos Calderan (PSDB), que foi eleito prefeito.

Retorno – Mara Caseiro toma posse como deputada hoje (18), durante sessão na Assembleia Legislativa, para o seu terceiro mandato na Casa de Leis. Ela tinha ficado na condição de primeiro-suplente na eleição de 2018, na coligação entre PSDB e DEM. Antes tinha atuado como parlamentar de 2010 a 2018.

Formada em Odontologia, a deputada também tem no seu currículo político os cargos de vereadora e prefeita na cidade de Eldorado, onde inclusive esteve no comando da cidade por duas oportunidades.

Já na Casa de Leis tinha como principal bandeira as causas e lutas pelas mulheres, assim como defesa da classe produtora, fazendo parte da bancada ruralista na Assembleia. Também esteve a frente da CPI do Cimi, que investigou a entidade, assim como autora do projeto polêmico “Escola sem Partido”, que devido aos embates, sequer foi a votação.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário