A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

03/01/2014 16:24

Mario Cesar repreende os que ganham cargos e ficam “cegos” para crimes

Josemil Arruda
Presidente da Câmara, Mario Cesar, diz que é preciso separar o joio do trigo (Foto: arquivo)Presidente da Câmara, Mario Cesar, diz que é preciso "separar o joio do trigo" (Foto: arquivo)

O presidente da Câmara de Campo Grande, Mario Cesar (PMDB), reagiu hoje à cooptação de vereadores para a base de apoio do prefeito Alcides Bernal (PP), afirmando que é preciso “separar o joio do trigo” e que não se pode ficar “cego” para crimes político-administrativos. Na última semana, Bernal oficializou o apoio de três vereadores – Paulo Pedra (PDT), Jamal Salém (PR) e Edson Shimabukuru (PTB) -através da posse de nomeados indicados por eles para o Instituto de Previdência de Campo Grande (IMPCG) e as agências municipais de Habitação (Emha) e de Transito (Agetran).

“Uma coisa é ter apoio de base governista para programa de governo, outra é tentar barrar punição. São coisas diferentes. Até porque se eleição fosse hoje, quem ganha é sempre generoso, precisa agregar e fala vamos governar juntos, vamos pensar Campo Grande. Isso é factível e inteligente. Agora o que não consigo entender é eu achar que ele cometeu algum crime político-administrativo e deixar pra lá se estiver no governo”, repreendeu Mario Cesar.

Para ele, é inaceitável troca de cargos para se evitar cassação, assim como é condenável que um agente político faça da “legalidade” uma moeda de troca. “Se eu não faço parte do governo sou contra os atos do prefeito, se estou junto no governo sou a favor? Não pode ser assim”, criticou. “Julgamento do prefeito não pode ficar condicionado a ter espaço no governo. Não se pode ficar cego para crimes político-administrativos, ficar com benesses e ver tudo diferente”, acrescentou.

Na opinião de Mario Cesar, é preciso que cada vereador, no dia do julgamento do prefeito Alcides Bernal, em data que ainda depende de decisão judicial, tenha “muita maturidade e transparência” para o exercício do voto. “No dia da votação não tem isso de ser base ou não ser base, mas decidir de acordo com a análise que fizer do relatório”, apontou. “Se relatório mostra crimes político-administrativos. e defesa não está tendo vontade de contrapor relatório, o vereador tem de se posicionar levando isso em conta”, emendou. “Eu espero que todos nós, inclusive eu, possamos votar com muita responsabilidade”, finalizou.

 

 



Legalidade não é moeda de troca, vereador que vender consciência deve ser punido, pelo menos nas urnas.
 
jairo silveira machado em 04/01/2014 09:09:50
Posição correta e ideologia perfeita,que me apresente então um único politicão no MS ou no Brasil seja qual esfera for que não use de meios ilicitos para se eleger ou conseguir indicações,beneficios etc em troca de apoio,a classe politica 99,9% age dessa forma.
 
Israel Lima em 04/01/2014 08:45:46
Quem sois para falar de maturidade e transparência? "_é preciso “separar o joio do trigo” e que não se pode ficar “cego” para crimes político-administrativos". Comprar votos na minha mínima experiência "PODE". Hipocrisia? Não, é o jeitinho brasileiro na sua mais pura essência a corrupção senhores, está na hora de fazer um limpa, sim, está, trocar toda esta matilha...
 
João Silva em 04/01/2014 08:06:51
Como cidadão algo me intriga; Porquê que para alguns o Sr. Prefeito fez algo que merecia cassação, agora que foram agraciados com cargos para parentes ou comparsas não merece mais a cassação. O que ele fez de errado deixou de ser errado? Arrumou?
 
Rogerio Oliveira em 04/01/2014 07:56:42
Mario Cesar, te cuida que tem eleição daqui a 3 anos, se pensas em se eleger, faça por merecer o voto de quem te elegeu, e olhe por Campo Grande. Vc como presidente da câmara dá um mal exemplo, fazendo picuinhas.... vá trabalhar moço...
 
alci da silva em 04/01/2014 07:56:37
Com a palavra o paladino da moral, dos bons costumes e da liminar!
 
Mauricio Secco em 03/01/2014 23:58:08
O vereador Mario Cesar para o senhor existe dois pesos e duas medidas, o que vcs investigaram na CPI do Câncer. Vc ta de bricadeira né? Esse seu discurso não cola.
 
Ionedes villela moreira em 03/01/2014 23:54:11
Essa é a política do "brasil", o cara assume o cargo para dar vantagens ao outro e não porque é especialista naquela função. Isso na lei é classificado como propina! Comprando votos a favor com cargos(que dão dinheiro!), mas duvido que algum político seja preso por isso(não é preso nem quando rouba e quando intimado a pena é domiciliar e nem precisa devolver a grana furtada!). Este é o "brasil" que vivemos e tenho vergonha de ser brasileiro!
 
Alexandre de Souza em 03/01/2014 21:19:57
Boa tarde.
Alguém avise esse nobre vereador que poucos têm moral para apontar o dedo atualmente para falar de crimes políticos, inclusive ele, pois, se não me engano, ele teve o mandato cassado judicialmente está na casa por conta de uma liminar, precária e efêmera. Pronto, falei!
 
Renato Salomao em 03/01/2014 20:13:09
Eu acho que esses vereadores que querem cassar o Nosso Glorioso Prefeito, esses sim precisam ser cassados e não o que a maioria dos Campo-grandenses votaram por ser o Melhor para Campo Grande.
 
paulo martins em 03/01/2014 20:06:41
Ô tadinho! tão inocente! que dá até dó!
 
Etiene mendonça em 03/01/2014 19:51:41
Parabéns aos nossos vereadores que estão lutando em PROL da maioria esmagadora de contribuintes de nossa Capital!
O atual prefeito nao foi eleito pela maioria,e sim por sorte e falta de opçao na ;epoca das eleiçoes...
Mas daremos as respostas nas urnas no ano que vem....o TAL que tá achando que já ganhou terá uma grande surpresa....
 
Tiago Plac em 03/01/2014 19:11:22
Ver. Mario Cezar, que bonito ver o senhor defender a dignidade!
Só uma pergunta, independente da novela Bernal:
O que o senhor pensa a respeito da compra de votos via vale combustível?
 
Doralice Pereira em 03/01/2014 18:04:18
Quem é esse cidadão pra falar uma coisa dessas??? um corrupto comprador de votos, político sem escrúpulos, Mário Cesar vc não tem moral alguma pra falar de quem quer que seja...
Pede pra sair, a população campo grandense agradece...
 
Alex Ferreira em 03/01/2014 17:20:49
O presidente da camará esqueceu que quem tem o
telhado de vidro não pode atirar pedra no telhado alheio.
 
Adriano Franco em 03/01/2014 17:17:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions