ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, DOMINGO  03    CAMPO GRANDE 26º

Política

Moka avisa que não vai desistir de disputar o Senado

Redação | 08/06/2010 13:14

"Os boateiros de plantão que se preparem. Vou ser candidato. E eles terão que me enfrentar nas urnas". A frase é do deputado federal Waldemir Moka (PMDB), que irá disputar o Senado nas eleições de outubro.

Moka afirmou nesta terça-feira que os boatos sobre sua desistência de disputar o Senado serviram apenas para estimular os aliados dele.

Por conta das especulações, ele recebeu dezenas de ligações e mensagens de incentivo nos últimos três dias.

"Jamais recebi tanto apoio como agora. Não vi isso nem após vencer uma eleição", disse. "Quando não era o prefeito, era vereador, deputado federal e estadual, ou mesmo agricultor", acrescentou.

Moka afirmou ainda que o projeto de eleição dele é do PMDB e de mais de 50 prefeitos e centenas de vereadores, deputados, militantes e partidos aliados como PSDB, DEM, PPS e PR.

Waldemir Moka é presidente da mais importante comissão do Congresso Nacional, a de Orçamento

"Duvido que exista alguma pré-candidatura com essa musculatura. Na hora certa, todos esses aliados vão entrar em campo. Não entram agora porque a legislação eleitoral não permite. E todos estão respeitando", declara.

O período eleitoral tem início após as convenções que acontecem de 10 a 30 de junho.

Moka é um dos candidatos mais fortes na disputa para o Senado. Também disputam o Senado nas eleições de outubro o senador Delcídio do Amaral (PT) e o deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT).

Outro possível candidato é o vice-governador Murilo Zauith (DEM). Nas eleições deste ano, cada eleitor votará em dois senadores por Mato Grosso do Sul.

Nos siga no Google Notícias