A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

21/09/2011 10:01

Título Interno

Edmir Conceição

Sub-Título

O senador Waldemir Moka (PMDB) lembrou dos dez anos da eleição de Ramez Tebet para a Presidência do Senado. Em pronunciamento na tribuna da Casa ontem à noite, Moka afirmou que Ramez foi um dos homens que mais honraram o Senado em razão da forma leal com que fazia política e a lisura dos seus mandatos.

Falecido em novembro de 2006, Ramez foi eleito presidente do Senado em 20 de setembro de 2001, fato inédito na história de Mato Grosso do Sul. “Ramez era meu companheiro de PMDB, figura em quem procurei me espelhar e com quem aprendi que o entendimento político só se consegue com diálogo franco e leal”, discursou. “Ele fazia política limpa”.

Moka disse que a lembrança sobre os dez anos da eleição de Ramez para a Presidência do Senado foi feita por Josivan Bracho, do Amapá, admirador da figura do ex-presidente do Senado. “É um homem que mora no Amapá, mas que acompanhava o mandato do Ramez de longe, pela TV, e que passou a admirá-lo pela postura firme e sensata”, destacou.

Em 2005, segundo Moka, Josivan deu ao seu primeiro filho o nome de Ramez em homenagem ao ex-senador e ex-presidente do Senado. “Eis o valor do nosso saudoso companheiro de PMDB para a política brasileira”, concluiu.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions