A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

21/08/2013 12:47

Moradores lotam sessão comunitária para cobrar vereadores "olho no olho"

Jéssica Benitez
População vai em peso {à sessão comunitária reivindicar melhorias (Foto: Jéssica Benitez)População vai em peso {à sessão comunitária reivindicar melhorias (Foto: Jéssica Benitez)

A 10ª edição do projeto “Sessão Comunitária” no bairro Coophavila II foi, de longe, uma das mais lotadas desde o início deste ano. Os moradores foram em peso ao encontro dos vereadores em busca de tonar a voz da população mais ativa diante do Legislativo. Munidos de cartazes solicitando asfalto, sinalização e melhorias em geral, inúmeras pessoas de diversos bairros foram na manhã desta quarta-feira na Associação dos Moradores do Coophavila II.

Cerca de 30 moradores do Tarumã foram à sessão em busca da continuação do asfalto nas ruas do bairro. A dona de casa Delci Valente, 59 anos, demonstrou ter valentia não só no nome, mas também nas veias. “Moro há 37 anos lá e somente algumas partes do bairro está asfaltada. Viemos aqui reivindicar melhorias que foram prometidas em época de campanha”, disse.

O mototaxista Eder Carlos é presidente dos bairros Oliveiras I e II. Cansado de ir à Agetran (Agencia Municipal de Transporte e Trânsito), ele foi à sessão para solicitar instalação de redutor de velocidade no cruzamento da Rua João Ribeiro Guimarães com a Avenida Lúdio Martins Coelho.

“Já sabemos que a Kátia (diretora a agência) disse que não vai instalar travessia elevada, mas algo tem de ser feito porque em menos de dois anos ocorreram três óbitos e 220 acidentes no local”, finalizou. Sozinha, a dona de casa Marinel Sena, 49 anos, foi ao encontro dos vereadores em busca de asfalto para o bairro Ouro Verde.

Ela reclama que somente a linha do ônibus é asfaltada. “A gente almoça, janta, come poeira o tempo inteiro”, reclamou. A mulher mora na Rua Pedro Gomes e explicou que somente metade da via tem asfalto. “Aí ao invés de completar o asfalto, eles tiraram o trajeto do ônibus onde está no chão puro”, disse indignada.

Geração Protesto – Outro ponto bastante marcante na sessão foi a presença de crianças incentivadas pelas próprias professoras. Alunos da escola Paulo Tarso, do Jardim Kellen, produziram cartazes e foram atrás de seus direitos. O colégio fica em uma rua sem asfalto e, por sugestão da diretora Marilene Machado, eles foram à sessão.

Na direção da escola há 13 anos, ela contou ao Campo Grande News, sem citar nomes, que em 2009 um vereador que estava presente prometeu que, no máximo, em 2010 o asfalto chegaria ao bairro. “Já estamos em 2013 e nada aconteceu. Vim aqui hoje para cobrá-lo olhando nos olhos”, finalizou.

 

Alunos também foram em busca de asfalto para rua da escolaAlunos também foram em busca de asfalto para rua da escola

A professora Elis Mesquita, 37 anos, faz questão de incentivar os alunos. “E ideia partiu da direção, reunimos os alunos e os pais e confeccionamos os cartazes. Eles têm que crescer exigindo seus devidos direitos”, explicou. A educadora pediu, em especial, mais atenção à Praça da Juventude, também no bairro kellen.

Para o presidente da Câmara Municipal, vereador Mario Cesar (PMDB), esse é o real objetivo do projeto uma vez que a população geralmente não vai à Casa de Leis para acompanhar o trabalho. “Porque a concepção que a sociedade tem é a de que a gente não trabalha. E isso é também para desmistificar a fala do prefeito que diz que atrapalhamos a gestão da cidade”, declarou.

O peemedebista contou que a intenção é embarcar na onda dos protestos e ir às universidades de Campo Grande com o projeto. “Queremos ir às universidades porque sabemos que os jovens foram ativos nos protestos. Queremos quebrar a imagem de que só saímos nas ruas em época de campanha”, finalizou.

Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...
Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...


Srs. vereadores, onde esta a vultosa soma de R$ 3.140.000.000.00 aprovado para o orçamento de 2013. acredito que daria para asfaltar o oliveira I e II e certamente muitas dezenas de bairros da nossa capital. (estamos ao lado do aero porto e o que temos de sobra é poeira, lama e muitos buracos em nossas ruas).
 
Eder Carlos Oliveira em 21/08/2013 18:42:57
caro sr. joão dias, se o sr experimentar atravessar a av. Ludio M. Coelho no cruzamento da João R. Guimarães em horário de pico como todos nos moradores do Oliveira I e II o fazemos varias vezes durante o dia, saberia o sr que a nossa solicitação e valida. (em menos de 2 anos aconteceram mais de 220 acidentes e três óbitos só nesse cruzamento).
 
Eder Carlos Oliveira em 21/08/2013 18:28:31
A Rua João Ribeiro Guimarães no cruzamento com a Av Lúdio Coelho não é, em si, perigosa. O problema são os moradores que não respeitam a parada obrigatória e invadem a via preferencial, provocando os gravíssimos acidentes que ali ocorrem.
 
João Dias em 21/08/2013 16:12:48
SENHORES VEREADORES ACORDEM, A MAMATA ACABOU. NA PRÓXIMAS ELEIÇÃO NENHUM DOS ATUAIS VAI SE ELEGER.
 
paulo souza brasil em 21/08/2013 16:06:08
É interessante que os nobres vereadores dizem que a população não vai a Camara e mesmo assim querem distanciar mais ainda seu prédio. Acho que ao contrário do que querem (ficar onde se encontra ou ir para um local mais valorizado) devem é ficar no centro da cidade (na antiga rodoviária mesmo) local onde todos têm condições de ir e assistir suas seções, cobrar por seus trabalhos. Indo aos bairros, eles atendem em verdade, é suas conveniências e não a da população interessada, porque ir no bairro é apenas uma vez na década. No mais, acho muito importante que a população veja como são estes vereadores, na maioria, paus mandados do antigo regime, verdadeiros entraves do progresso e da descoberta da verdade nua e crua. Coophavila reagiu e reage. E os demais bairros de nossa querida cidade?
 
Luciano Correia em 21/08/2013 15:57:54
Gostaria de saber cade o presidente do bairro ouro verde, que não estava nesta reunião. ta fazendo o que pelo o bairro. na hora de ir nas porta pedir voto sabe e igual politico. então presidente faz algo pelo ouro verde. parabens dona Marinel Sena.
 
Maria Helena em 21/08/2013 15:27:20
senhor vereador, Mario Cesar,projetos sao importantes sim para casa, só que esse projetos tem que sair das promessas e do papel, varios vereadores ja esteve na regiao fazendo projetos e promessas e ate hoje nada. So retornam quando chega as eleiçoes......cade o asfalto da regiao????
 
marcia barros em 21/08/2013 15:09:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions