A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 23 de Julho de 2018

19/01/2017 09:19

MPE promete resposta até março sobre 'fantasmas' na Assembleia

Aline dos Santos
Paulo Passos diz que MPE tem obrigação de dar satisfação à sociedade. (Foto: Fernando Antunes/Arquivo)Paulo Passos diz que MPE tem obrigação de dar satisfação à sociedade. (Foto: Fernando Antunes/Arquivo)

Natimorta na Assembleia Legislativa, a investigação sobre possíveis funcionários fantasmas no Poder Legislativo prossegue no MPE (Ministério Público Estadual), que promete desfecho até março.

“O Ministério Público está apurando, já que veio à tona a existência, eventualmente, de funcionários fantasmas. Posso dizer que iremos dar satisfação até o fim de fevereiro e começo de março”, afirma o o procurador-geral de Justiça, Paulo Cezar dos Passos, durante entrevista ao jornal Bom Dia MS, da TV Morena.

Segundo ele, o ritmo da apuração vai depender dos documentos que serão enviados ao Ministério Público.

“Mas tenho a obrigação de dar uma satisfação à sociedade das providências adotadas. Importante deixar claro que o Ministério Público vai ter sempre rigor na apuração desses fatos porque estamos falando do dinheiro da população”, salienta o procurador.

Ontem, foi dado prazo de mais 15 dias para que a Assembleia Legislativa envie documentos, como relação de todos os servidores, remuneração, data de entrada, se há controle de frequência, lotação nos gabinetes.

A CPI dos Fantasmas nem chegou a ser instalada, mas teve anúncio de arquivamento em 13 de dezembro de 2016. Na ocasião, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Júnior Mochi (PMDB), declarou que os deputados chegaram a um acordo pelo arquivamento depois que o MPE abriu procedimento para apurar eventuais servidores fantasmas na Assembleia.

Então deputado estadual, Marquinhos Trad (PSD) apresentou a proposta de abertura da CPI depois de ter sido acusado, na campanha eleitoral, de receber salário da Assembleia Legislativa sem trabalhar. O requerimento previa investigação sobre servidores fantasmas e nepotismo nos últimos 30 anos. Em 2017, Marquinhos assumiu a prefeitura de Campo Grande.

CPI dos Fantasmas pode não sair do papel, admite Junior Mochi
O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Júnior Mochi (PMDB), aponta que a criação da CPI dos Fantasmas no Legislativo deve ser definida até ...
Eleições presidenciais já têm cinco candidatos confirmados
No primeiro fim de semana de convenções nacionais, os partidos políticos confirmaram cinco candidatos a presidente da República: Ciro Gomes (PDT), Gu...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions