A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

10/09/2011 08:07

MPE quer "investigações cuidadosas" antes de aprovar criação do PSD

Marco Antonio Brito

O Ministério Publico Eleitoral (MPE) quer o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) investigue, de forma "mais cuidadosa" e criteriosa, as denúncias de irregularidades no processo de coleta de assinaturas para a criação do PSD. O pedido ao Tribunal foi encaminhado ontem pelo MP junto com o parecer do Ministério sobre o caso.

No início deste mês, o PSD anunciou que havia conseguido registrar a legenda nas justiças eleitorias de dez estados, requisito básico para que o partido possa ser oficialmente criado. Os registros foram feitos no Rio de Janeiro, Mato Grosso, Santa Catarina, Goiás, Acre, Piauí, Rio Grande do Norte, Tocantins, Paraná e Rondônia.

O PSD já havia dado entrada no pedido de registro nacional no dia 23 de agosto, quando também solicitou a utilização do número 55 para a legenda, porém, ainda não tinha à epoca os registros estaduais necessários. Agora, com a solicitação do MPE, a criação do partido deve demorar mais que o esperado para sair, apesar da pressa dos dirigentes do PSD, entre eles o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que fizeram o máximo para abreviar a tramitação do pedido de registro na Justiça Eleitoral.

O parecer - O parecer, assinado pela vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau, lembra que o Ministério Público Eleitoral, de várias partes do País, recebeu denúncias de irregularidades na coleta de assinaturas e que a situação “demanda maior esclarecimento – inclusive em face da repercussão social e política envolvendo tais fatos e denúncias”. Por esse motivo, o MPE pede a conversão do processo em diligências, que devem ser sanadas pelo partido em dez dias.

Sandra Cureau também propõe uma medida alternativa, caso a relatora do caso, ministra Nancy Andrighi, negue o pedido: a abertura de novo prazo para uma análise mais “meticulosa” do processo. A procuradora lembra que, enquanto o processo seguia para o MPE, vários documentos foram anexados aos autos para provar que o PSD conseguiu registros na Justiça Eleitoral de pelo menos dez estados, o mínimo exigido por lei.

“Tendo em vista a necessidade de análise meticulosa do extenso volume de documentos que instruem o processo – inclusive em face das impugnações formuladas ao pedido de registro, lastreadas em rumorosos fatos envolvendo supostas fraudes nas listas de apoiamentos, com ampla repercussão social na imprensa – e dada a juntada de mais documentos durante o período de vista ao Ministério Publico Eleitoral, requer-se a reabertura do prazo para oferecimento de manifestação”, diz trecho do parecer. (*Com informações da Agência Brasil)

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions