A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

17/12/2010 15:03

MPE pede para Justiça manter afastamento de vereadores

Paulo Fernandes

Pedido da promotoria é para evitar manifestações de revolta

O MPE (Ministério Público Estadual) ingressará, na próxima semana, com uma ação solicitando a prorrogação do prazo de afastamento de oito vereadores de Dourados presos durante a Operação Uragano, da Polícia Federal.

Foram nove presos, mas o então presidente da Câmara, Sidlei Alves (DEM), renunciou ao mandato.

De acordo com o site Dourados Informa, “o motivo é evitar o clamor público através de manifestações de revolta e também para que se possa dar continuidade às comissões processantes”.

Em outubro, o Tribunal de Justiça decidiu afastar nove vereadores por 90 dias. O afastamento poderá ser prorrogado por igual período.

Resultando no dia 1º de setembro nas prisões dos vereadores, do então prefeito Ari Artuzi, do vice Carlinhos Cantor, de secretários e empresários, a Operação Uragano desvendou um esquema de fraude em licitações e pagamentos de propina em Dourados.

Foi o maior escândalo político da história da segunda maior cidade do Estado. A descoberta foi feita com a ajuda de um agente infiltrado, o então secretário de governo Eleandro Passaia, que gravou políticos recebendo os pagamentos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions