A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

11/11/2014 10:41

MPE recomenda que Olarte corte benefícios e número de comissionados

Michel Faustino
Prefeitura tem excesso de funcionários, segundo MPE (Foto: Arquivo)Prefeitura tem excesso de funcionários, segundo MPE (Foto: Arquivo)

O MPE (Ministério Público Estadual) recomendou, nesta terça-feira (11), que o prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), suspenda a concessão de vantagens ou aumento de remuneração excedente e reduza em pelo menos 20% as despesas com cargos em comissão e função de confiança. Também deverá reduzir o número de cargos comissionados.

A recomendação leva em consideração procedimento preparatório que apura eventual ato de improbidade administrativa praticado, em tese, por Olarte, por ter nomeado 1.044 servidores comissionados sem a observância da lei da Ficha Limpa. Outro inquérito civil investiga possível nomeação de servidores “fantasmas” na prefeitura.

Conforme o documento assinado pelo promotor Gerson Eduardo de Araujo é recomendada ainda a adequada e imediata divulgação do documento, por meio dos veículos oficiais de imprensa do município, e que a prefeitura encaminhe ao órgão em até 30 dias os documentos comprobatórios das medidas adotadas pelo município, para se enquadrar na recomendação.

Levantamento da vereadora Luiza Ribeiro (PPS), divulgado no final de setembro deste ano, mostrava que a prefeitura tinha 1,9 mil cargos comissionados. Na época, o município informou que o gasto mensal com o grupo somava R$ 12 milhões. 

O prefeito da Capital demitiu cerca de 400 funcionários, mas muitos foram recontratados. 

Procurado pelo Campo Grande News, o secretário municipal de Administração, Valtermir Alves de Brito, não atendeu às ligações. O procurador geral do município, Fábio Castro, também foi procurado, mas disse a reportagem que estava em um telefonema, e não atendeu mais as ligações.

O secretário municipal de Planejamento, Finanças e Controle, André Scaff, informou que está na Câmara acompanhando a votação do reajuste do IPTU e não pode repassar os dados. 




Prefeito, abre o olho senão o próximo vai ser você, a deixar a prefeitura.
 
hermes em 11/11/2014 16:16:18
E vem falar que não pode conceder aumento (legal) aos professores!!!!
 
Joao em 11/11/2014 13:58:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions