A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

18/06/2008 21:48

Na Capital, seis vereadores não devem tentar reeleição

Redação

Mesmo que todos os vereadores de Campo Grande que tentarem novo mandato se reelejam, 2009 deverá ser um ano de renovação na Casa. Isso porque dos 21 parlamentares, pelo menos seis não devem estar entre as opções do eleitor na votação do dia 5 de outubro, o que equivale a quase um terço das cadeiras.

A apuração do Campo Grande News mostra que além do presidente da Casa, Edil Albuquerque (PMDB), que não concorrerá porque foi o escolhido para ser candidato a vice na chapa do prefeito Nelson Trad Filho (PMDB), outros cinco vereadores não devem disputar as eleições deste ano, embora nenhum tenha declarado abertamente a desistência.

Razões - O mais novo dos vereadores, Edmar Netto (PSDB), herdeiro político do ex-senador Lúdio Coelho, está nessa lista, apesar de ter tido uma votação expressiva na eleição passada, de mais de 5 mil votos. O vereador já admitiu que não sabe se concorrerá.

Na mesma condição está outra vereadora das mais jovens, Thaís Helena, do PT. O motivo de não concorrer, segundo apurou a reportagem, é o temor de um fracasso nas urnas. Thaís Helena, que preside o PT municipal, até tentou costurar uma aliança com o PDT, na qual seria candidata a vice-prefeita do deputado federal Dagoberto Nogueira. A aliança seria uma forma de fortalecer o partido e trazer votos para a legenda. Como ela não saiu, Thaís Helena já é considerada pelos colegas fora da disputa.

Na contramão do que ocorre com a petista, o vereador Jorge Martins, não deve ser candidato não por fraqueza de seu grupo político, mas sim pela força da coligação que apóia o prefeito Nelson Trad Filho, dona de um total de 21 partidos. Martins, que deixou este ano a Secretaria Municipal de Administração para voltar à Câmara, já se colocou à disposição do prefeito para compor um eventual segundo governo.

Quem anda próximo do governador André Puccinelli (PMDB) já o viu declarar algumas vezes nos últimos tempos que o vereador Celson Ianase (PMDB) é outro que não estará na disputa de uma vaga da Câmara para 2009. O próprio Ianase afirma que concorrerá, mas a ligação entre ele e o governador, de quem é amigo e médico, além da força de Puccinelli no partido, dão peso ao que o governador tem afirmado.

Ianase, porém, diz que as definições só saem após a convenção do partido, na próxima semana.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions