ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 31º

Política

Na defensiva, Amarildo quer prestação de contas de CPI feita há 6 anos

Por Leonardo Rocha e Edivaldo Bitencourt | 10/12/2013 13:56
Amarildo quer saber em destalhes gastos de CPI da Enersul, realizada há seis anos (Foto: Divulgação)
Amarildo quer saber em destalhes gastos de CPI da Enersul, realizada há seis anos (Foto: Divulgação)
Marquinhos diz que petista aprovou as contas em 2007 e só quer contra-atacar (Foto: Divulgação)
Marquinhos diz que petista aprovou as contas em 2007 e só quer contra-atacar (Foto: Divulgação)

Após cobrança em relação aos gastos com a CPI da Saúde, o deputado Amarildo Cruz (PT) reagiu, nesta terça-feira (10), e decidiu cobrar, seis anos depois, a prestação de contas da CPI da Enersul. No entanto, na época, o petista não questionou os resultados nem cobrou prestação de contas da comissão. O petista reage ao deputado Marquinhos Trad (PMDB), relator da comissão em 2007, que está cobrando a prestação de contas de Amarildo.

“Se houve toda esta preocupação em relação aos nossos gastos, também gostaria que fosse apresentado em detalhes todos as contas da CPI da Enersul, já que estão comparando os gastos de uma com a outra”, afirmou o petista.

Marquinhos destacou que a investigação de 2007 custou apenas R$ 11.275,00 aos cofres públicos, o que representa 31 vezes a menos o gasto apontado pela CPI da Saúde, apesar dos dois trabalhos terem sido realizados no período de seis meses, com inúmeras viagens pelo interior do Estado.

“Se eles gastaram apenas isto, quero que eles apresentem os recibos e despesas com os contratados, viagens e hospedagens, para que também não se tenha nenhuma dúvida”, frisou Amarildo.

Já Marquinhos justificou que esta prestação de contas já foi aprovada pelos deputados, na época, inclusive lembra que o próprio petista votou favorável aos documentos.

“Se ele está questionando isto demonstra que não cumpre com suas obrigações como parlamentar, já que aprovou em plenário junto com os demais colegas a nossa prestação, agora quer apenas contra-atacar”.

A CPI da Enersul teve como principal resultado a redução na conta de luz do sul-mato-grossense, que caiu de mais cara do País para uma das mais baratas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário