ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 24º

Política

Na mira dos candidatos, eleitores que não foram às urnas podem votar no 2° turno

Em Mato Grosso do Sul 420 mil não votaram no último dia 2, mesmo assim podem participar do segundo turno

Jéssica Benitez | 10/10/2022 15:45
Eleitores podem ir às urnas mesmo sem comparecimento no primeiro turno (Foto Henrique Kawaminami)
Eleitores podem ir às urnas mesmo sem comparecimento no primeiro turno (Foto Henrique Kawaminami)

Os 440.77 eleitores que não foram às urnas em Mato Grosso do Sul no primeiro turno, podem votar normalmente no próximo dia 30. Para isso, basta que a situação seja regular e que o título não esteja cancelado ou suspenso.

O número de abstenções chegou a 22,08%, quase 1% a mais do que em 2018, últimas eleições gerais. Atualmente 1.996.510 pessoas estão aptas a votar no estado.

De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), embora seja o mesmo pleito, cada eleição é considerada de forma individual pela Justiça Eleitoral, por isso a ausência no dia 2 de outubro não impede que o eleitor vote no segundo turno.

Além da disputa pelo Palácio do Planalto entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), os votantes sul-mato-grossenses também vão escolher o próximo governador.

No páreo estão o ex-secretário estadual de Infraestrutura, Eduardo Riedel (PSDB) e o deputado estadual Renan Contar (PRTB). Outros 11 estados vãos decidir o próximo chefe dos respectivos Executivos.

Caso o título esteja de fato cancelado ou suspenso, a situação somente poderá ser regularizada a partir de 8 de novembro. Aos que não votaram no primeiro turno e não justificaram, haverá multa de R$ 3,50, mas não é necessário quitá-la para poder votar na segunda parte do pleito.

Vale lembrar que a justificativa pode ser feita no dia da eleição e também nos dois meses subsequentes à data da votação. Quem está fora do país, tem título no Brasil e não votou tem o mesmo prazo, ou 30 dias contados da data de retorno ao território brasileiro, para justificar.

Nos siga no Google Notícias