A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

12/06/2015 14:02

Nelsinho desabafa e irmão o aconselha a não aceitar humilhações e deixar PMDB

Lidiane Kober
Nelsinho diz que é muito melhor ser traído, do que ser o traidor” (Foto: Divulgação)Nelsinho diz que "é muito melhor ser traído, do que ser o traidor” (Foto: Divulgação)

Em vídeo postado no Facebook, o ex-deputado federal Fábio Trad (PMDB) aconselhou o irmão, ex-prefeito Nelsinho Trad (PMDB), a parar de aceitar humilhações e deixar o partido. Nesta semana, o ex-governador André Puccinelli (PMDB) insinuou que a culpa pela derrota do PMDB na corrida pelo Governo do Estado foi de Nelsinho. Também pelo Facebook, o ex-prefeito reagiu e afirmou que “é muito melhor ser traído, do que ser o traidor”.

A polêmica começou da quarta-feira (10), quando, em entrevista à Capital FM, Puccinelli disse que, na campanha eleitoral, o então candidato a governador pelo PMDB nem sequer visitou os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. No final do pleito, Nelsinho terminou em terceiro lugar.

Sempre contido, o ex-prefeito, pela primeira vez, reagiu com clareza por meio de postagem no Facebook. Primeiro, ele disse que não se surpreendeu com a declaração do correligionário e admitiu que não passou por todas a cidades do Estado.

“Realmente não visitei todos os 79 municípios de MS, mas fui pessoalmente em 68 e, na grande maioria das vezes, acompanhado apenas e tão somente do meu companheiro Francisco Pierette. Participei de milhares de reuniões, e posso afirmar a todos vocês que, em muitas delas, mesmo estando ao meu lado, o ex-governador André Puccinelli sequer mencionou o meu nome”, desabafou.

Para Nelsinho, o que falou foi “a percepção de que estava totalmente abandonado, e que, aqueles que deveriam estar mais próximos e empenhados na vitória do partido PMDB, foram os primeiros a virarem as costas e a traírem”. “Traíram não só a mim, mas o PMDB. Mas quero aqui, ao fazer este desabafo, deixar uma mensagem a todos vocês: na vida é muito melhor ser traído, do que ser o traidor”, encerrou.

Chega de humilhações – Diante do desabafo do irmão, Fábio Trad inverteu a lógica e, mesmo mais novo, aconselhou Nelsinho. “Geralmente, quem aconselha irmão mais novo é o mais velho. Nelsinho quero inverter essa lógica e te dar um conselho. Se você está se sentindo incomodado com as agressões desnecessárias que você vem sofrendo em virtude de ter pago o preço de ser leal e fiel a um correligionário e companheiro na política, posso te dizer, sem sombra de dúvidas, como aquele que ama você de verdade, reaja”.

Para o ex-deputado, o irão deve “construir, a partir de agora, seu destino político com as próprias mãos”. “Mato Grosso do Sul conhece seu caráter e lembre-se o nosso pai nunca nos ensinou a sermos humilhados. Lá de cima, ele deve estar ao seu lado tentando falar aquilo que o irmão mais novo tem a pretensão de dizer, vamos juntos, saia do PMDB e faça da sua atividade política o destino próprio de sua existência”, concluiu.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions