A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

21/10/2008 12:01

Nelsinho mobiliza deputados contra projeto de Mochi

Redação

Aproveitando um momento de ausência do deputado Junior Mochi (PMDB) na reunião desta manhã na Assembléia Legislativa, o prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, tentou mobilizar os deputados contra o projeto que muda os critérios de divisão de ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadoria e Serviços).

Após as conversas, Trad tem, nas contas dele, 14 votos contra a proposta. A proposta precisa de 13 votos para ser aprovada. A Assembléia conta com 24 deputados, sendo que o presidente jerson Domingos só vota no caso de desempate.

O prefeito acredita que Campo Grande será prejudicada se o projeto de Mochi for aprovado. Segundo o próprio deputado, a Capital deixará de receber R$ 100 mil/mês. Trad acredita em números mariores. O projeto deverá ir à votação no dia 11 de novembro.

A proposta foi criada, segundo Mochi, para criar critérios mais justos para a distribuição do tributo, que chega a ser uma das principais fontes de renda de municípios do interior.

Mochi não viu problema na articulação do prefeito na Assembléia Legislativa, mas acredita que Campo Grande e outros municípios maiores deveriam se solidarizar com os mais carentes. 

Sem tocar no assunto (redistribuição do ICMS), o prefeito havia pedido a Mochi que ele destinasse uma emenda para o CEM (Centro de Especialidades Médicas), de Campo Grande, no valor de R$ 100 mil. O deputado prometeu colocar o CEM como prioridade na destinação de emendas.

Mesmo após tomar conhecimento da articulação do prefeito, Mochi disse que manterá a emenda.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions