A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

18/03/2014 11:21

Nelsinho prevê “traição” em aliança entre PT e PSDB no Estado

Kleber Clajus e Leonardo Rocha
Pré-candidato do PMDB acredita que um dos lados pode trair a composição nacional ao se aliar regionalmente (Foto: Marcos Ermínio)Pré-candidato do PMDB acredita que um dos lados pode trair a composição nacional ao se aliar regionalmente (Foto: Marcos Ermínio)

O secretário estadual de Articulação, Desenvolvimento Regional e dos Municípios e pré-candidato ao governo, Nelsinho Trad (PMDB), prevê “traição” na aliança entre PT e PSDB, anunciada ontem (18) após reunião da cúpula petista. Isso porque ambos os partidos possuem candidaturas adversárias para a Presidência da República.

“Quem vai trair quem? O Reinaldo Azambuja vai trair o Aécio Neves ou o Delcídio do Amaral vai trair a Dilma Rousseff? Os dois são adversários no âmbito nacional. Essa aliança é muito incoerente, com visões ideológicas diferentes uma da outra”, avalia Nelsinho.

Para o peemedebista, é preciso aos partidos “limpar a cara e falar a verdade para a população”, uma vez que já estão unidos desde as eleições de 2012, quando apoiaram o prefeito cassado Alcides Bernal (PP).

“Eles vão defender nessa campanha o novo, a mudança, mas em Brasília o assunto é diferente, pois lá o PT está há oito anos no poder e não se fala em mudança”, lembrou.

Aliança – No início da tarde de ontem (18), o diretório estadual petista decidiu que irá compor com o PSDB aliança em torno nas eleições de 2014, contrariando divergências que ambos os partidos possuem a nível nacional.

Com isso, a vaga ao Senado seria confirmada para o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB), que já havia cogitado se unir ao PT em busca de “mudança”.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


Quem vai trair quem eu não sei, sei apenas que essa aliança não poderia acontecer levando se em consideração as diferenças ideologicas entre os partidos, quase votei no Reinaldo para prefeito, pensava que ele era de confiana, mas depois desta aliança ele vem monstrar que não tem ideologia e pula de um barco para outro dependendo da ocasião.
 
juvenil marques do vale em 18/03/2014 17:45:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions