A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

07/06/2014 15:20

Nelsinho quer novos roteiros para manter turistas mais dias em MS

Josemil Arruda
Nelsinho Trad com vereadores de vários partidos em Bonito (Foto: divulgação)Nelsinho Trad com vereadores de vários partidos em Bonito (Foto: divulgação)

O pré-candidato a governador do PMDB, ex-prefeito Nelsinho Trad, anunciou ontem, em Bonito, que pretende desenvolver um plano de valorização dos atrativos naturais, históricos e culturais de todas as regiões turísticas do Estado e buscar meios para que os turistas fiquem mais tempo.

“Vamos usar os destinos mais conhecidos, Bonito e o Pantanal, como âncoras e criar roteiros que mantenham os visitantes por mais dias em Mato Grosso do Sul, gerando renda e empregos para toda a nossa gente”, comprometeu-se Nelsinho, ontem, durante reunião com lideranças e vereadores do PMDB, PSB e vários outras siglas em Bonito.

Para o ex-prefeito, como todas as regiões do Estado têm atrativos turísticos e o governo já ofereceu infraestrutura essencial para os dois maiores polos, é preciso usar essa vantagem para que o setor gere ainda mais renda para os sul-mato-grossenses. A infraestrutura a que se referiu Nelsinho é a pavimentação da rodovia Bonito-Bodoquena, promessas de 20 anos e agora realizada pelo PMDB, e a operação do aeroporto de Bonito, além do sistema de saneamento de Corumbá.

Mato Grosso do Sul oferece, segundo Nelsinho, oportunidades para o Ecoturismo, Turismo Rural, Turismo de aventura, Turismo Étnico, Turismo Arqueológico, Pesca Esportiva e Histórico Cultural, apontando ainda um imenso potencial para ser explorado nas localidades banhadas pelo rio Paraná e suas represas.

A região norte do Estado, na opinião do pré-candidato a governador, precisam de um “up grade” turístico com ações junto às empresas e presença efetiva do governo para explorar de forma sustentável a riqueza do potencial turístico e econômico existente na região, tais como as belas cachoeiras intactas e preservadas, riachos, córregos e ribeirões, piscinas naturais, cupins luminosos, sítios arqueológicos, grutas com inscrições rupestres, serras, morros, cânions e clima agradável, compõem o cenário ideal para prática do eco turismo, turismo rural, de aventura e safári ecológico.

Destacou ainda o potencial turístico do Parque Nacional de Ilha Grande, na divisa com o Paraná, com seus bosques, cachoeiras, praia de água doce, pesca esportiva e a presença de quedas d’água coloridas pelos cardumes de peixes, gruta com fonte de água mineral, museus e festas regionais.

Nelsinho ressaltou também que a importância de se aproveitar melhor a fronteira com o Paraguai e a Bolívia, prometendo estudos a fim de transformar essa grande linha que separa os países em pontos de convergência e visitação.

Enaltecendo o fato de que Mato Grosso do Sul é rico em gente e biodiversidade, Nelsinho Trad disse que está “ouvindo os reclamos de todas as regiões e somando essas ideias para um grande projeto de inclusão e integração, compensando as regiões geograficamente mais desfavorecidas com ações efetivas do poder público e das empresas”.

O pré-candicato enfatizou também que o incremento e ampliação do turismo no Estado favorecerá o artesanato indígena, com destaque para os trabalhados na seda do buriti e na palha do carandá, assim como a cerâmica, o artesanato em couro e osso de bovinos, os trabalhos com couro de peixe. Tratam-se, conforme o peemedebista, de setores que possibilitam enorme possibilidades de renda e valorização da identidade cultural.

 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions