A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

01/10/2014 20:52

Olarte confirma apoio à Simone, mas mantém neutralidade para governador

Eduardo Penedo e Michel Faustino

A três dias das eleições, o prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), saiu da neutralidade e confirmou apoio a candidatura de Simone Tebet (PMDB) ao Senado, mas negou estar apoiando algum postulante ao cargo ocupado por André Puccinelli (PMDB). A decisão ocorreu após reunião realizada na manhã desta quarta-feira (1) entre Olarte e o governador.

O prefeito da Capital desde o início do pleito se mostrou neutro no processo dizendo por várias vezes que não iria declarar apoio a nenhum dos seis candidatos ao governo de Mato Grosso do Sul. Com uma gestão pluripartidária, a administração da cidade com maior colégio eleitoral do Estado não deve ser usada na corrida eleitoral.

Olarte revelou que durante a reunião o governador pediu que ele apoiasse a candidata Simone Tebet ao Senado. “Eu confirmei ao governador André que vou apoiar a Simone para o Senado. Ele veio aqui me pedir apoio para a Simone e ela pode contar comigo”, argumenta.

Questionado se André também pediu que ele apoiasse o candidato do PMDB ao governo do Estado, Nelsinho Trad, Olarte se esquivou, mas disse que o governador lhe deu a liberdade para ficar neutro nesse processo. “O governador me deu a liberdade de ficar neutro. A minha conversa com André só foi o apoio a Simone mesmo”, explica.

Desde que assumiu a Prefeitura de Campo Grande, em 13 de março deste ano, Olarte adotou uma postura conciliatória, e procurou abrigar em sua gestão diferentes siglas. Dos seis candidatos ao governo, as quatro maiores coligações possuem representação na gestão progressista.

O PSDB, do candidato Reinaldo Azambuja, indicou, por exemplo, os titulares da Semed (Secretaria Municipal de Educação) e da Fundesporte (Fundação Municipal de Esporte).

O PT, do candidato Delcídio do Amaral, que cortejou nacionalmente apoio regional, ficou com a Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação).

O PMDB, do candidato Nelsinho Trad, além da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico), aumentou sua bancada na Câmara Municipal com a ida de Jamal Salém (PR) para a Secretaria de Saúde.

O próprio PP, do candidato Evander Vendramini, de Olarte e do prefeito cassado Alcides Bernal, também foi lembrado na divisão dos poderes, e ficou com a SAS (Secretaria de Municipal de Políticas e Ações Sociais e Cidadania).

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions