A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

29/09/2016 10:25

Operação contra candidato a vereador acha ticket de combustível e dinheiro

Seis mandados foram cumpridos pela PF e MP em residências, empresa e em postos de combustíveis de Dourados

Helio de Freitas, de Dourados
Policial federal deixa empresa com malote de documentos (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)Policial federal deixa empresa com malote de documentos (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)

As buscas feitas ontem (28) pelo Ministério Público Eleitoral e Polícia Federal na casa do candidato a vereador Jânio Miguel (PR), em Dourados, a 233 km de Campo Grande, encontraram vários indícios de crime eleitoral. Os policiais e promotores estiveram também na residência do empresário Robson Uhde, o “Binho da Erva-Mate”, na empresa dele e em dois postos de combustíveis da cidade.

A operação cumpriu seis mandados de busca e apreensão expedidos pelo juiz da 43ª Zona Eleitoral, Jonas Hass da Silva Junior, a pedido dos promotores eleitorais Luiz Gustavo Camacho Terçariol, Ricardo Rotunno e Juliano Albuquerque.

Dinheiro e documentos – De acordo com a assessoria do Ministério Público, foram apreendidos “quantidade expressiva” de tickets de combustíveis, dinheiro, documentos contendo anotações ligadas ao crime investigado, mídia com imagens dos postos de combustíveis, além de computadores e celulares.

As buscas foram feitas após indícios de prática de corrupção eleitoral e captação ilícita de financiamento de campanha.

Acompanhados de policiais federais, policiais militares e com apoio do Gaeco, os promotores foram à casa de Jânio Miguel, às residências de dois apoiadores do candidato – um deles Edilson Uhde e outro não identificado – na empresa de erva-mate que estaria financiando a campanha e em dois postos de combustíveis, cujos endereços não foram informados.

Na empresa também foram apreendidos um revólver calibre 38 e uma pistola calibre 380, além de munições.

Conforme o MP, a Polícia Federal começou hoje a fazer perícia nos materiais apreendidos. “Os promotores eleitorais vão verificar a farta documentação apreendida, e devem tomar as medidas judiciais cabíveis em relação aos ilícitos eleitorais verificados”, informou a assessoria.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions