A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

25/08/2015 08:18

Operação contra corrupção detém nove vereadores, ex-vereador e empresários

Aline dos Santos e Luana Rodrigues
Segundo promotor (de terno), prova foi compartilhada com operação Lama Asfáltica. (Foto: Marcos Ermínio)Segundo promotor (de terno), prova foi compartilhada com operação Lama Asfáltica. (Foto: Marcos Ermínio)

Nove vereadores, um ex-vereador e três empresários foram detidos hoje na operação Coffee Break,
deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) em Campo Grande. De acordo com o promotor Marcos Alex Vera de Oliveira, a ação investiga crimes de corrupção passiva e ativa, além da compra de votos na Câmara Municipal.

Ainda conforme o promotor, é um desdobramento da operação Lama Asfáltica. “A prova compartilhada junto com a investigação do Gaeco permitiu a operação”, diz. Conforme Marcos Alex, mais informações só serão repassadas após às 9h. Segundo ele, foram conduções coercitivas, ou seja, a pessoa é obrigada a ir prestar depoimento. Os policiais vão à prefeitura e à Câmara Municipal. 

Gravações da Lama Asfáltica sinalizam a interferência do empresário João Amorim, dono da Proteco Construções Ltda e apontado como líder do esquema, na votação em que os vereadores cassaram o então prefeito Alcides Bernal (PP). A senha para pagamento de propina pelo grupo era tomar um café.

Realizada pela PF (Polícia Federal) em 9 de julho, a operação Lama Asfáltica investigou esquema de fraudes com empreiteiras, servidores e parte da cúpula ex-gestão estadual.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions