A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

05/07/2016 11:51

Para evitar desmatamento, governo decide mudar local de sede da PGE

Priscilla Peres e Leonardo Rocha
Parte da área chegou a ser desmatada para fazer a medição do local. (Foto: Alcides Neto)Parte da área chegou a ser desmatada para fazer a medição do local. (Foto: Alcides Neto)

O governo do Estado decidiu mudar o local onde será construído novo prédio da PGE (Procuradoria Geral do Estado). A princípio, a obra seria feita ao lado da Assembleia Legislativa, mas o local foi alterado após pedido dos deputados para que a área não fosse desmatada.

A decisão foi divulgada hoje pelo secretário estadual de Infraestrutura, Ednei Marcelo Miglioli, durante sessão da Assembleia Legislativa. No dia 15 do mês passado, deputados se reuniram com o procurador-geral do Estado, Adalberto Neves Miranda, para pedir a alteração do local.

Os deputados alegam que para que o prédio fosse construído ao lado da Assembleia, seria necessário desmatar área de mata nativa, por isso, sugeriram que fosse escolhido outro terreno, já desmatado.

O líder do governo na Assembleia, Rinaldo Modesto (PSDB) afirma que o prédio será construído dentro do Parque dos Poderes, mas ainda não há definição da área. "A ideia inicial é fazer na região da secretaria de administração ou próximo de onde já fica a sede da PGE", explicou.

Ele lembrou que a obra tinha todo o embasamento legal, porque segundo o governo a área pode ser desmatada e está a disposição para construir prédios. "Mas, diante do pedido, o governador entendeu e vai fazer a sede da PGE em outro local", detalhou Rinaldo.

Para o procurador-geral Adalberto Neves Miranda, a única exigência é de que a sede fique dentro do Parque dos Poderes. "Não sei para onde vai, mas não vejo problema em trocar o local".

O caso - No início do mês passado, o governo decidiu construir a nova sede da PGE (Procuradoria Geral do Estado), ao lado da Assembleia Legislativa, dentro do Parque dos Poderes. A área total de construção seria de pouco mais de 20 mil metros quadrados, porém, para isso, 11 mil metros quadrados seriam desmatados.

Na época, o governo justificou que a construção da sede é necessária pois atualmente não há um prédio que abrigue todo o efetivo da PGE. Porém, os deputados pediram explicações do ato, alegando que já houve a tentativa de construir outros prédios no local, mas nunca foram feitos devido a mata nativa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions