A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

07/07/2014 16:22

Para reduzir assassinatos, deputado defende Estado mais presente na fronteira

Lidiane Kober
Fábio defende políticas públicas para fomentar emprego e atividades culturais (Foto: Divulgação/Assessoria)Fábio defende políticas públicas para fomentar emprego e atividades culturais (Foto: Divulgação/Assessoria)

Com quatro municípios da região de fronteira de Mato Grosso do Sul entre os 100 com mais mortes criminosas, o deputado federal Fábio Trad (PMDB-MS) defende a implantação urgente de políticas públicas específicas para diminuir os altos índices de homicídio na região.

No País, segundo o Mapa da Violência, Paranhos, Sete Quedas, Coronel Sapucaia e Mundo Novo estão na lista dos 100 municípios mais violentos. Ao mesmo tempo, o levantamento mostra 15 cidades sem assassinatos, em 2012. Diante do contraste, o deputado defende uma atenção especial na fronteira do País.

“Urge a adoção de uma política coordenada entre União, Estados e Municípios da região de fronteira do Brasil para fortalecer a presença do Estado nestas regiões a fim de ocupar espaços com políticas de geração de emprego, fomentando atividades culturais, sociais e econômicas”, defendeu Fábio Trad.

Paranhos, conforme o Mapa da Violência, é a nona no ranking nacional com taxa foi 118,4 assassinatos por 100 mil habitantes no ano de 2012; Sete Quedas, ocupa a 18ª posição com taxa de 102,3; Coronel Sapucaia, que já foi a mais violenta no ranking nacional, hoje figura em 22º lugar, com taxa de 98,2; e Mundo Novo, aparece no 89º lugar, com índice de 69,6.

Já os 15 municípios do Estado que aparecem com zero homicídio em 2012, integrando a lista de 2.002 cidades (36%) de um total de 5.565 no Brasil, são: Batayporã, Brasilândia, Costa Rica, Dois Irmãos do Buriti, Bandeirantes, Caracol, Corguinho, Douradina, Figueirão, Glória de Dourados, Jateí, Pedro Gomes, Santa Rita do Pardo, Taquarussu e Vicentina. Só Caracol é município fronteiriço, ficando na divisa com o Paraguai.

Paranhos é a 9ª cidade mais violenta do Brasil; MS tem mais 3 entre as 100
Paranhos, a 469 km de Campo Grande, é o nono colocado na lista dos cem municípios com as maiores taxas de homicídio no Brasil. Conforme o Mapa da Vio...
Mapa da Violência mostra queda no número de homicídios no MS
O relatório Mapa da Violência 2012, divulgado pelo Instituto Sangari, mostra que Mato Grosso do Sul evoluiu positivamente ao longo dos últimos anos, ...
Mapa da Violência mostra aumento do número de mortes de jovens em MS
Divulgado hoje pelo Ministério da Justiça, o Mapa da Violência 2011, que faz uma comparação entre dados de 1998 e 2008, aponta redução da taxa de ho...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions