A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

04/02/2016 13:06

PDT sinaliza que vai acatar convite e fechar com bloco do PMDB

Leonardo Rocha
Deputados do PDT já sinalizam voltar atrás e fechar acordo com PMDB (Foto: Assessoria/ALMS)Deputados do PDT já sinalizam voltar atrás e fechar acordo com PMDB (Foto: Assessoria/ALMS)

Após recusar fazer parte do bloco formado pelo PMDB, os integrantes do PDT sinalizaram que podem voltar atrás da decisão e aderir ao grupo. O deputado Felipe Orro (PDT) admitiu que vai conversar com os peemedebistas e a tendência é se chegar a um acordo. Se firmar esta parceria, o bloco passa de oito representantes para dez.

"Nós iremos conversar sobre o bloco e a tendência é chegar a um entendimento com o PMDB, o que disse ontem (03) era justamente isto, precisamos conversar antes de entrar para o grupo", disse Felipe Orro, que foi o responsável pelo recuo do partido, já que seu colega George Takimoto (PDT), já tinha até assinado a adesão ao bloco.

Takimoto afirmou que para o PDT seria interessante fazer parte do grupo, até para ter mais representação nas comissões permanentes, mas que resolveu acatar o pedido do colega. "Se tiver acerto com o PMDB, está tudo certo, já tinha até me comprometido, não vejo motivo para não estarmos no bloco".

Se houver o acordo, o bloco do PMDB que já conta com a adesão de Márcio Fernandes (PT do B) e Mara Caseiro (PMB), ficaria com dez representantes. O grupo liderado pelo PSDB também tem dez integrantes, tendo apoio de Zé Teixeira (DEM), Paulo Corrêa (PR), Grazielle Machado (PR), Lídio Lopes (PEN) e José Carlos Barbosa (PSB).

Com esta nova formatação, o legislativo passaria a ter dois blocos de dez deputados, além da bancada do PT, que tem quatro representantes. Cada bloco indicaria dois membros para as comissões, enquanto que o PT apenas um.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions