A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

30/12/2014 11:36

Pesquisa aponta aprovação de 58,13% do governo de André Puccinelli

Leonardo Rocha
André termina mandato com índice de aprovação de 58% (Foto: Alcides Neto)André termina mandato com índice de aprovação de 58% (Foto: Alcides Neto)

A pesquisa realizada pelo IPEMS (Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul), entre os dias 20 a 24 de dezembro, apontou um índice de aprovação de 58, 13% da administração do governador André Puccinelli (PMDB), marcando uma média de 59,80% em 2014, seu último ano de mandato a frente de Mato Grosso do Sul.

Neste último levantamento feito em dezembro, Puccinellli teve 65, 85% de aprovação (ótimo+bom) na Capital e 54, 23% no interior, chegando a 58, 13%. Aqueles que consideraram a sua gestão regular, mas com boa expectativa (regular aprova) foi de 25, 32%, enquanto que os que optaram pelo regular desaprova ficou em 3,91%. A desaprovação do governo do peemedebista ficou em apenas 12, 65%, tendo 8, 66% na Capital e 14, 66% no interior.

Analisando o governo de Puccinelli desde o seu primeiro ano de gestão, pesquisa mostra que em 2007 ele tinha a aprovação de 44, 43%, depois em 2008 aumentou para 60, 09%, tendo nova elevação em 2009 para 66, 84%, chegando em 2010, a 67,58%, ano em que conseguiu a sua reeleição.

Em 2011, a média de sua aprovação marcou 65, 25%, permanecendo neste patamar em 2012, quando se cravou 65, 09%. Em 2013, após o PMDB ter perdido a eleição para prefeito de Campo Grande, André marcou 58, 63%, terminando seu mandato em 2014, com a média de 59, 80% de aprovação.

Neste período a sua desaprovação teve queda, em 2007 começou com 20, 93%, caindo para 12, 54% em 2008, depois para 9,74% em 2009, sofrendo nova queda para 9,54% em 2010, continuando no mesmo patamar em 2011 com 9,89%, subindo menos de um ponto em 2012, onde se registrou 10, 36% e chegando a 14, 60% em 2013. No seu último, o governador teve novamente uma queda em sua desaprovação (ruim+ péssimo), terminado com média de 9,87%.

Regiões - Na avaliação do desempenho da administração nas quatro grandes regiões do Estado, Puccinelli teve aprovação de 64,11% na região Centro-Norte, 59,74% na Meso Leste, 53,80% na Meso Sudeste e 45, 82% na Meso Pantanal. Em relação a sua desaprovação, o índice foi de 22,12% no Meso Pantanal, 14, 60% no Meso Leste, 12, 62% no Meso Sudoeste e 9, 68% no Meso Centro-Norte.

Faixa Etária - André tem a sua melhor avaliação na faixa etária de mais de 70 anos, chegando ao índice de 71, 34%, seguido pelo público de 25 a 34 anos, em que 59, 35% aprovam seu mandato, depois segue a idade de 56 a 69 anos, com 58, 41%. A faixa que tem o menor percentual de aceitação é a de 16 a 17 anos, com 46, 69% de aprovação.

Já para aqueles que desaprovam, a faixa de 35 a 44 anos que chegou ao índice de 16, 28%, seguido pela de 59 a 69 anos, com 15,16%. O público de menor rejeição foi aqueles com mais de 70 anos, com apenas 7,02%.

A pesquisa ainda mediu a aprovação entre os gêneros, o que mostrou que 58, 95% dos homens entrevistados aprovam a administração do peemedebista, enquanto que 12, 75% desaprovam. Índice parecido das mulheres, em que 57, 36% aprovam (ótima e boa) e 12, 54% desaprovam.

No requisito escolaridade, o público que mais escolheu a opção ótimo e bom foi os que possuem o fundamental incompleto, com 60, 59% de aprovação. Analisando os entrevistados por renda familiar, a maior aprovação de André foi no grupo de 3 a 8 salários mínimos.

Motivos - Entre os principais motivos citados para escolha de ótimo e bom para administração de Puccinelli, a opção que diz que o governador é competente e sabe administrar liderou o levantamento, com 18, 83%, seguido pela opção trabalhador e que faz obras, com 8, 30% e depois por ter conservado e arrumado rodovias, que aparece com 3, 72%.

Aos que escolheram a opção ruim ou péssimo, 4, 27% dizem que o governador não cumpre promessas, seguida pela opção de não gostar do gestor com 3, 71% e não investe na cidade com 3, 16%.

Sobre as obras ou serviços que a população mais gostou de Puccinelli, aparece o asfalto e duplicação de rodovias com 13, 07%, seguido por habitação e casas populares com 6, 20% e escolas e educação com 3,27%, tendo a construção de hospitais com 1, 49%.

Este levantamento foi feito no período de 20 a 24 de dezembro, em 33 municípios do Estado, com 961 entrevistados. O intervalo de confiança é de 95%, com margem de erro para mais ou para menos de 3, 16%. Para o presidente do Ipems, Lauredir Sandim, este levantamento mostra que o governador André Puccinelli (PMDB) irá terminar com bom índice de aprovação o seu segundo mandato.

Pesquisa aponta aprovação de 58,13% do governo de André Puccinelli
Pesquisa aponta aprovação de 58,13% do governo de André Puccinelli
Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...
Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...


Esse Governo deve estar comprando as pesquisas, pois é impossível tanto disparato com o dinheiro público e ainda ter tal aprovação.
R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) por dia em propaganda;
R$ 150.000.000,00 (cento e setenta milhões) num abrigo para cuidar de peixinhos;

E para a segurança:
R$ 106.000.000,00 (cento e seis milhões) para adquirir viaturas para patrulhar a capital inteira (Polícia Civil e Polícia Militar);


 
TOYOSHI SATO em 30/12/2014 14:06:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions