A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/02/2014 13:27

PMDB irá "pressionar" André sobre o Senado até o último dia, diz Marun

Leonardo Rocha
Marun ressaltou que PMDB irá pressionar André até o último dia de prazo, para que ele seja candidato ao Senado (Foto: Cleber Gellio)Marun ressaltou que PMDB irá pressionar André até o último dia de prazo, para que ele seja candidato ao Senado (Foto: Cleber Gellio)

O secretário estadual, Carlos Marun, admitiu que o PMDB irá “pressionar” o governador André Puccinelli (PMDB), para que ele seja candidato ao Senado, já que o partido entende que ele é a melhor opção para o cargo.

O secretário ressaltou que sua “experiência” será um fator importante para o Estado em Brasília.

“O governador tem o direito de não querer ser candidato e dar uma parada na vida política, mas nós também temos o direito de pressioná-lo e tentar convencê-lo até o último dia”, apontou ele.

Marun ponderou que sua participação nesta eleição seria bom para o PMDB, pois fortalece a chapa na majoritária, além de ser “importante” ao Estado, nos debates e busca por melhorias em Brasília.

“O governador seria de grande valia, por sua experiência e combatividade, iria se impor no Senado e contribuir para Mato Grosso do Sul”.

Ele destacou que antes um político precisava anunciar até dois anos antes o cargo que iria disputar, para que as pessoas se “acostumassem” com a ideia, no entanto hoje em dia pode deixar esta “decisão” para o momento certo.
“Na hora certa ele vai decidir, no final de marcou ou início de abril”.

Em relação à vice-governadora Simone Tebet, pré-candidata ao Senado, o secretário ressaltou que ela poderia assumir o governo até o final do ano e disputar eleições posteriores.

“Não há dúvidas sobre a competência da Simone (Tebet), mas neste momento ela poderia seguir a trajetória do pai (ex-senador (Ramez Tebet), que também assumiu o governo estadual e depois teve uma atuação brilhante no Senado”.

Marun ainda ressaltou que a vice-governadora está com um “ótimo” dilema político pela frente. “Ela pode ser governadora ou senadora, ou seja, ótima situação”, avaliou ele.

Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...
Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...


André disputar o Senado é assinar um atestado de incompetência! Como, em 16 anos de poder, não conseguiu convencer a população e nem fazer um sucessor?
Depois de perder a Prefeitura de CG para um sujeito "completamente despreparado", segundo o próprio Secretário Marun afima, perder o Governo do MS para o adversário histórico (PT) e ainda ter que "engolir" a disputa ao Senado correndo grande risco de perder, visto que o adversário nesse caso é nada menos que Reinaldo Azambuja... Digamos que não é bem um fim de carreira que todos os políticos almejam. Não é, governador?
Os mais "devotos" de André dizem que se ele ganhar o Senado levando Simone de suplente, deixa a vaga pra ela e volta como Prefeito de CG em 2016. Aí seria golpe de mestre! Mas primeiro tem que ganhar o Senado.
Difícil, hein?
 
Guaraci Mendes em 28/02/2014 13:52:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions