A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

05/10/2014 15:10

Polícia Federal libera fiscal acusado de compra de voto por falta de provas

Liana Feitosa

Um fiscal eleitoral e um eleitor, detidos pela PM (Polícia Militar) após suspeita de venda e compra de voto, respectivamente, na 8ª zona eleitoral, no bairro Moreninha III, já foram ouvidos pela Polícia Federal.

De acordo com assessoria da Polícia Federal, o delegado da PF ouviu todos os envolvidos, que foram liberados devido à falta de provas que comprovassem desobediência à autoridade, assim como compra de voto.

Confusão - Segundo a PM, o eleitor foi flagrado entregando o título de eleitor para o fiscal, sendo que ambos não estavam na sala de votação. Os policiais suspeitaram da conversa entre os dois e os abordou, pedindo esclarecimentos.
Ainda de acordo com a PM, os acusados foram desobedientes à ordem policial, por isso, foram encaminhados à Polícia Federal para prestar esclarecimentos.

A advogada dos suspeitos, Milena Barros, explicou que o fiscal tinha em mãos uma planilha com uma lista de escolas e seções de votação. Por isso, pediu ao eleitor que o entregasse o título para que, mediante às informações contidas no documento, pudesse orientar o homem da melhor forma.

Segundo o fiscal acusado, a PM agiu de maneira ríspida e, inclusive, foi à casa dele para fazer buscas por indícios de que havia venda de votos, mas nada foi encontrado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions