A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

20/06/2013 12:14

Prefeito afirma que redução tarifária nada tem a ver com onda de manifestações

Jéssica Benitez e Leonardo Rocha
Prefeito anuncia redução na tarifa do transporte pública, mas nega que iniciativa seja por pressão popular (Foto: Marcos Ermínio)Prefeito anuncia redução na tarifa do transporte pública, mas nega que iniciativa seja por pressão popular (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), desmereceu a iniciativa popular de sair às ruas para manifestar serviços públicos de melhor qualidade e garantiu que a decisão de diminuir R$ 0.10 na passagem do transporte coletivo da Capital foi em função da política vertical do Governo Federal.

“Não foi pelo fato de haver manifestações por todo o País”, disse insinuando que a redução no passe de ônibus em Campo Grande apenas coincidiu com a mesma diminuição em outras 11 capitais brasileiras, cidades marcadas por fortes protestos desde o início desta semana como, por exemplo, São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Belo Horizonte (MG).

Um dia depois de chamá-lo de oportunista, Bernal também negou que a atitude tenha relação com o pedido de representação feito pelo vereador Eduardo Romero (PTdoB) ao MPE (Ministério Público Estadual) visando fazer cumprir a Medida Provisória 617 que zerou as alíquotas do PIS e Confins pagas por todas as empresas de transporte coletivo urbano do País. “Não teve nada haver com o Romero”, afirmou.

O prefeito disse, ainda, que colocará uma equipe técnica para analisar se é possível reduzir outros impostos ou valores pagos por serviços públicos. Ele aproveitou o ensejo para não se comprometer sozinho e colocou o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), na conversa. “Vou propor ao Governo Estadual que também reduza alguns impostos”, explicou.

Questionado se poderá cumprir o compromisso de campanha de deixar o vale transporte no valor de R$ 2,60, ele foi categórico. “Essa era uma promessa do Vander (Loubet). Eu já congelei o valor e agora reduzi, portanto não há essa possibilidade no momento”, disse, esquecendo-se de que abraçou promessas firmadas pelos candidatos a prefeito que foram derrotados no 1° turno da eleição de 2012 e que o apoiaram durante o segundo turno do pleito.

Embora o prefeito negue que o regresso do valor do passe esteja ligado a manifestos populares, a decisão foi anunciada no mesmo dia em que o 1° Ato Público de Apoio a Manifestação Nacional ocorre em Campo Grande. Além disso, o anúncio, coincidentemente, também foi feito pouco depois de um grupo de manifestantes irem à Câmara Municipal reivindicar que o café da manhã dos parlamentares seja cancelado.

Investimentos - Bernal também anunciou investimento de R$ 179 milhões na área da mobilidade urbana da Capital. Segundo o progressista, deste total R$ 120 milhões são oriundos de recursos próprios do Executivo Municipal conseguido por meio de empréstimo com o Governo Federal.

O restante da verba, R$ 59 milhões, vem da própria União. O progressista pretende utilizar o dinheiro na construção de viadutos, além de terminais e corredores para ônibus. No entanto, vale ressaltar, que o investimento nada tem a ver com a onde de manifestações propagadas em todo o País, movida justamente pelo transporte público precário que o Brasil possui.



Com essa onda de manifestações, outras capitais já diminuíram suas passagens, não ia ser diferente, quando se tem interesse sempre é possível fazer o impossível. Quero ver os vereados começarem a baixar os salários deles, o Brasil, esta acordando, o Campograndense também vai acordar.
 
Luiz Isao em 20/06/2013 16:18:56
Bom para quem acredita nisso, que foi por que ele quiz ao invés de pressão popular, outra coisa é nosso prefeito acreditar que somente será feito a manifestação para isso, nossa saúde em geral está um caos, postos sem medicamentos, empresas prestadoras de serviço sem receber, aonde vamos parar com isso?
 
wallace rosa reis em 20/06/2013 13:26:17
CLARO... mas se não fossem os movimentos, o prefeitinho aí com certeza ia ficar quietinho.
 
Afonso Netho em 20/06/2013 13:25:14
Isto só prova q este Sr. não tem um mínimo de bom senso de reconhecer a força da voz de uma nação cansada de farra com o dinheiro publico, esta totalmente alheio a realidade q corre todo o Brasil, mas hoje ele vai entender o que se passa, isto serve também para os vereadores que querem utilizar o dinheiro publico de forma irresponsável em benefícios próprios, hoje verão a força do povo...não estão entendendo?!! pode deixar a gente explica, vamos unir nossas vozes e gritar bem auto pra vocês ouvirem e entenderem...nós não servimos vocês, vocês servem a nós então prestem atenção e vejam qual grande força tem um povo contrariado...
 
aureliano sousa em 20/06/2013 13:20:42
Esse prefeito deveria ter vergonha de dar uma declaração dessas. Foi excluído dos protestos e deveria ter ficado quieto e não falar asneiras.
 
Maria Tereza em 20/06/2013 13:07:36
Que tal reduzir O IPTU, está muito alto, mesmo parcelando fica dificil para muitos que so tem dinheiro para manter sua familia, por exemplo quem ja vive com a bolsa familia, vai ter que tirar daí e devolver em nome do IPTU
 
Teresa Moura em 20/06/2013 13:03:36
O Prefeito deveria era ficar com vergonha de falar que diminuiu a passagem 0,10 centavos acha que a população vai fazer um barulho deste por causa de 0,10 centavos ainda bem que ele disse que esta atitude não tem nada haver com a manifestação, eu acho que esta manifestação não é para mendigar e sim para reivindicar os nossos direitos de cidadães que pagam impostos muito alto e são mal investidos a favor da população!
 
Lucilia Arante Moreira em 20/06/2013 12:39:53
Ué. Mudou de ideia rápido, né, abaixou em exatamente CR$ 0,10 (dez centavos). Que coincidência, mas tinha chamado os outros de oportunistas.
E a redução, fruto da política vertical do governo federal, foi pelo fato da existência das manifestações sim.
A que mundo ele pertence?
 
Adriano Magalhães em 20/06/2013 12:30:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions