A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

01/06/2013 10:25

Prefeito Bernal deposita salários, mas sem reajuste para 8 categorias

Francisco Júnior
Prefeito cumpriu o que havia anunciado de não conceder o reajuste. (Foto: Marcos Ermínio)Prefeito cumpriu o que havia anunciado de não conceder o reajuste. (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), depositou nesta manhã o salário dos servidores municipais. Porém, oito categorias não receberam o aumento determinados nas quatro emendas adicionais anexadas pelos vereadores ao projeto do Executivo.

Os profissionais atingidos por esta decisão do prefeito são odontólogos, veterinários, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes sociais, fonoaudiólogos, farmacêuticos e bioquímicos. O reajuste previsto para eles era de 15%, além disso, também ficaram sem adicional de insalubridade.

Bernal já havia anunciado que pagaria o salário dos servidores municipais com reajuste aprovado pela Câmara, conforme determina a Lei 04/2013, mas sem as emendas propostas pelos parlamentares.

O presidente do Sisem (Sindicato dos Servidores e Funcionários Municipais), Marcos Tabosa, afirmou que o sindicato irá contratar uma assessoria jurídica para tratar sobre a questão. Ele informou ainda que na terça-feira irá se reunir com presidente da Câmara de Vereadores, Mário Cesar (PMDB), e com procurar da Casa, André Scaff.

Tabosa estima que pelo menos 6 mil servidores não tiveram reajuste no valor da insalubridade e 2,5 mil no aumento linear. Segundo ele, 6 mil ficaram sem gratificações e o aumento de 15%.

Para o sindicalista, o prefeito não respeita as decisões da Câmara. “ Ele quer passar para a população que não precisa da Câmara para nada. Ele desrespeita os vereadores”, afirma.

Imbróglio - O prefeito vetou quatro emendas adicionais feitas pelos vereadores para complementar o projeto de Lei do Executivo que determina reajuste salarial dos servidores. Bernal, porém, vetou todas elas sob argumentação de que “havia vício de origem” na elaboração das emendas.

A Câmara não concordou com o posicionamento e derrubou os vetos. Bernal não aceitou a decisão dos vereadores e encaminhou o caso à assessoria jurídica para tentar provar judicialmente a ilegalidade cometida pelos parlamentares.



Sr. Prefeito,
sua atitude expressa a falta de valor que dá para a equipe de saúde e, ainda, o desacordo com o atual conceito de integralidade na saúde.
Pior ainda, quando a justificativa para o reajuste maior para a categoria dos médicos se baseia no fato desses profissionais não cumprirem a carga horária para o qual são contratados, como o Sr. mesmo fez referência, enquanto os outros profissionais o fazem....lamentável...vai contra qualquer lógica da administração.
 
Maria Costa em 02/06/2013 10:45:34
Ele esta fazendo tudo ao contrario do q prometeu na campanha,esta e a valorizaçao prometida ao servidor...
 
ramao de souza junior em 02/06/2013 09:13:14
É com muita tristeza que vejo minha querida morena se afundando em lama; é lamentável que um cidadão que falava muito fácil tenha convencido a população que fazer seria a mesma coisa que falar e agora nem os colegas jornalistas ele respeita mais; nasci e vivi meus 48 anos em campo grande e nunca vi um prefeito tão complicado, com mania de perseguição, parece que ele acha que ser prefeito é como ser Imperador na roma antiga (governar sozinho) no mundo moderno nem uma empreza privada pode ser comandada desta forma.
Espero que para as eleições para governador do estado o povo não volte a cometer o mesmo erro, pois aquele famoso senador que nunca fez nada pelo estado é exatamente igual o sr. prefeito Alcides Bernal
 
João Vilela em 02/06/2013 08:49:00
Eu acho engraçado depositou o salário dos servidores municipais funcionário contratado também é funcionário da Prefeitura na antiga administração quando saia para os servidores públicos em geral isso seria para todos, agora com essa atual administração nós contratados recebemos só pelo 5 dia útil que consideração com os demais funcionários. Muito bem atual administração.
 
Waldirene Maria em 01/06/2013 23:09:40
Independente de razão ou não do prefeito, devemos salientar que uma das promessas do atual prefeito foi valorizara saúde e os funcionários públicos. Sera que ele acha que saúde so envolve médicos? Uma dos conceitos de saúde atualmente envolve a integralidade, ou seja atender o individuo como um todo. Mais um motivo para valorizarmos nosso antigo prefeito que sempre valorizou a classe odontológica e sempre equiparou médicos com dentistas. ISTO E SAÚDE.
 
gustavo silva em 01/06/2013 21:22:53
Não houve vício de origem da propositura nessa questão, pois foi o Executivo que deu início ao processo quando enviou a mensagem à Câmara Municipal. Existe verba orçamentária para cumprimento das emendas, tendo em vista que a folha de pagamento com pessoal não chega sequer a 40% da receita corrente líquida do município, sendo que a Lei de Responsabilidade Fiscal permite o comprometimento até 52%. Basta analisar o Balanço Orçamentário Consolidado da Prefeitura, publicado no DIOGRANDE no final de março deste ano, para se chegar a essa conclusão. O Prefeito não quer acatar as emendas para não prestigiar o Legislativo, tranformando a questão em um problema mais político que de natureza técnica. A grande vítima desse embate, infelizmente, serão os servidores municipais. Lamentável.
 
oscar mendes - Tesoureiro Geral do SISEM e Técnico Legislativo da Câmara Municipal em 01/06/2013 15:21:26
O aumento de 15% foi para toda referência 14 que contempla servidores como: administrador, profissional de apoio educacional, profissional de promoção cultural, profissional de desporto, bioquímico, enfermeiro, farmacêutico, economista, estatístico, sociólogo, assistente social, psicólogo, bibliotecário, publicitário, fisioterapeuta, comunicador social, ecólogo, geógrafo, nutricionista, tecnólogo, geólogo, maestro, regente de coral, regente de banda, instrumentista, terapeuta ocupacional, turismólogo, jornalista, biólogo e analista de sistema, perfazendo um total de1098 profissionais com vinculo ativo!
 
Sandro Menezes em 01/06/2013 15:19:35
O orçamento está amarrado????Então prq 15% de reajuste para médicos e somente 7,5% para as demais???Lembrando q ambos são nivel superior....
 
michelle gomes em 01/06/2013 15:11:05
Pergunta: A derrubada do veto já foi publicada no diário oficial de Campo Grande?
Ela aconteceu na última seção da câmara, quando a folha de pagamento já estava fechada e o veto ainda valia, portanto...
 
marcia scherer em 01/06/2013 13:04:41
Pois é eu como servidora pública municipal sei melhor do que ninguém que nosso salário há muito tempo vem sendo defasado porém não concordo com todo esse circo que está ocorrendo ainda aposto no novo prefeito só falta ser melhor assessorado.
 
albina barbosa moraes em 01/06/2013 12:30:12
É essa guerrinha da câmara, contra o prefeito, que esta empacando o desenvolvimento da nossa querida morena, se eles realmente focalizassem no povo e não nessas picuinhas, nossa capital já estava bem adiantada pois essa cidade querida tem um potencial enorme, porque que na administração passada eles não faziam esse alarde todo, onde o servidor era menos valorizado, principalmente os de nível fundamental e médio hein???? deixa o homem trabalhar!!!!!!
 
sergio gimenez em 01/06/2013 12:00:50
A Câmara sabia (pelo menos eu espero que saibam) que a independência dos poderes impede que um poder interfira nas questões administrativas de outro. Eles fizeram isso apenas para desgastar a imagem do prefeito. Por exemplo, o prefeito jamais poderia propor projeto de lei para mexer nos salários dos servidores da câmara ou do TCE, ou do MPE, e vice-versa. Acho que os servidões deveriam ter mais vergonha na cara e esperar ao menos o ano terminar, pois o orçamento deste ano ainda é do governo passado, e está todo amarrado. O cara acabou de entrar, pelo amor de Deus. Depois vejo as pessoas reclamando das leis ruins do país... vejam o lixo de legisladores que o povo colocou na câmara, bando de demagogos sem vergonha.
 
Andre Abujanha Nassif em 01/06/2013 11:51:01
O Bernal não precisa dos vereadores, ele esta acima de tudo e de todos. Esse tipo de atitide só reforça a tese de que o prefeito quer desmoralizar toda a câmara de vereadores. Ele acha que ainda tem o apoio dos 270.000 eleitores que o elegeram.
 
Juarez Goncalves em 01/06/2013 11:50:01
atenção enfermeiros, tecnicos de enfermagem, psicologos, assistentes soiais, terapeutas, farmaceuticos, dentistas....
vamos dar a resposta...???????????
 
mario bueno de camargo em 01/06/2013 11:40:56
Pois é a mudança aconteceu!! mas acho que ele não está errado dessa vez!!
!
 
Caio Prado em 01/06/2013 11:24:48
Vicio de origem significa Constitucionalmente o seguinte:
Constituição Federal do Brasil - Artigo 61,§1º, II, a:
Art. 61. A iniciativa das leis complementares e ordinárias cabe...
§ 1º - São de iniciativa privativa do Presidente da República as leis que:
II - disponham sobre:
a) criação de cargos, funções ou empregos públicos na administração direta e autárquica ou aumento de sua remuneração.
Só o Executivo pode ter autoria de lei financeira, e a Câmara não pode aumentar a despesa.
Questão de falta de inteligencia e competência da Câmara.
 
João Abreu em 01/06/2013 11:11:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions